Justiça

Tribunal de Justiça inaugura Cejusc em Araruna e Postos Avançados em Cacimba de Dentro, Tacima e Riachão


26/04/2024

@FOTO_EDNALDO_ARAUJO_(83)98726_6840

Portal WSCOM

Corte da fita de inauguração do Cejusc de Araruna

O Tribunal de Justiça da Paraíba inaugurou, nesta quinta-feira (25), o Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania, na Comarca de Araruna. A solenidade também marcou a entrega de novos Postos Avançados de Atendimento nas cidades de Cacimba de Dentro, Tacima e Riachão, que estão vinculados à Comarca.

“Hoje damos mais um passo para a cidadania dos moradores de Araruna, Cacimba de Dentro, Tacima e Riachão. Essas inaugurações representam maior possibilidade dos cidadãos dessa região pleitearem suas demandas junto a um fórum especializado, em que afinal a solução dessa demanda é construída pelos próprios participantes. É uma solução pacificadora”, afirmou o presidente do TJPB, desembargador João Benedito da Silva.


Desembargador João Benedito fala sobre importância do Cejusc

Para o coordenador do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos – Nupemec, do qual o Cejusc faz parte, desembargador José Ricardo Porto, o Cejusc é o meio mais próximo de atender ao jurisdicionado, naquilo que ele mais precisa, que é ver o seu processo ter uma solução. “Não existe uma justiça mais completa que não abranja o que a sociedade pede, reclama, que é a celeridade processual. O Cejusc veio exatamente para isso. Para trazer para a região de Araruna a conciliação, a autocomposição”, avaliou.

A desembargadora Fátima Bezerra Cavalcante Moraes Maranhão, que também já foi coordenadora do Nupemec, ressaltou a importância do Cejusc para disseminar a cultura da paz. “ Com o trabalho feito pelo Cejusc, os processos deixam de ser conflituosos para que as partes conversem, dialoguem, e as próprias partes sob orientação de um magistrado possam encontrar um acordo para sua contenda”, observou a desembargadora.


Diversas autoridades prestigiaram inauguração

A diretora do Fórum da comarca de Araruna, juíza Clara de Farias Queiroz, disse que só tem a agradecer ao Poder Judiciário . “A vinda do Cejusc é uma tentativa de trazer a população para perto do judiciário”, declarou.

Muito prestigiada, a solenidade de inauguração teve a presença de várias autoridades, entre elas, o desembargador Saulo Henriques de Sá e Benevides; o desembargador federal do Tribunal Regional Federal da 5ª Região, Rogério Fialho; o presidente da Associação dos Magistrados da Paraíba, Alexandre Trineto; os três coordenadores adjuntos do Nupemec, juízes Giovanni Porto, Jailson Suassuna e Meales Melo; a juíza auxiliar da Presidência, Lua Yamaoka; o procurador Geral do Estado, Fábio Trindade; a defensora pública Maria da Glória Oliveira da Silva; o procurador de Justiça do Ministério Público, Reynaldo Serpa, e os prefeitos dos municípios de Araruna, Cacimba de Dentro, Tacima e Riachão.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.