Brasil & Mundo

IML tenta descobrir o que causou morte de mulher em sessão de hidrolipo

Em diligências para esclarececer os fatos, agentes da Polícia Civil estiveram na clínica que realizou o procedimento estético, na tarde deste sábado. O sepultamento acontecerá na manhã deste domingo


18/12/2021

Maria Jandimar Rodrigues faria a segunda sessão de hidrolipo Foto: Arquivo pessoal



O Instituto Médico Legal (IML) fará exames laboratoriais complementares para descobrir a causa da morte da empregada doméstica Maria Jandimar Rodrigues, de 39 anos, que seria submetida à segunda sessão de hidrolipo, nesta sexta-feira (18), mas morreu minutos após a anestesia, e foi socorrida por bombeiros na calçada do Carioca Shopping, em Vicente de Carvalho, Zona Norte do Rio, onde funciona a clínica que faz o procedimento estético. A família aguarda a liberação do corpo e o sepultamento está marcado para este domingo, às 11h45, no Cemitério de Inhaúma.

O caso foi registrado na 27ª DP (Vicente Carvalho), que instaurou inquérito para apurar a causa da morte. Os agentes da Polícia Civil estão coletando depoimentos e realizando diligências para esclarecer os fatos. Eles estiveram na clínica, na tarde deste sábado.

Filha de Maria Jandimar, a atendente Brenda Rodrigues, de 21 anos, aguardava sua mãe concluir a intervenção na recepção e a filmou sendo socorrida na calçada do Carioca Shopping, em Vicente de Carvalho, Zona Norte do Rio, sem saber de quem se tratava. Ela conta que quando perguntou ao médico Brad Alberto Castrillion Sanmiguel, que olhava de longe o que estava acontecendo, foi informada por ele que era apenas um funcionário do prédio.  Só soube de quem se tratava depois que policiais disseram.

Após o fato, o delegado Ricardo Barbosa, titular da 27ª DP, disse que o médico apresentou todos os documentos legais de funcionamento da clínica.

Leia a matéria na íntegra, em O GLOBO aqui.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.