Paraíba

Ibama avalia impactos ambientais na orla da praia do Cabo Branco, em João Pessoa

30/07/2020


Portal WSCOM



O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) informou nesta quinta-feira (30) que não foi constatada relação entre rompimento de telas de arames de gabiões (muros de contenção) na orla da praia do Cabo Branco, em João Pessoa, com a obra em execução de contenção de falésia, feita pela Secretaria de Meio Ambiente de João Pessoa.

Uma equipe do IBAMA esteve junto com a Superintendência de Administração do Meio Ambiente do Estado da Paraíba (Sudema) avaliando impactos ambientais causados devido ao acúmulo de fragmentos de rochas na praia no último dia 15.

Após vistoria e análise técnica, foi constatado que houve rompimento de telas de arames de gabiões devido à força das ondas do mar, causando desprendimento de fragmentos de rochas e sua
dispersão na praia.

Segundo o órgão, foi elaborado um parecer técnico com recomendações de providências corretivas para a Prefeitura de João Pessoa.

Maurilio de Almeida

Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.