Paraíba

HULW disponibiliza vacina pneumo 23 para profissionais da assistência

Público-alvo são colaboradores da área assistencial com idade acima dos 50 anos. Os interessados podem se vacinar até o dia 29 deste mês.

12/01/2021


Na imagem o Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW), em João Pessoa

Portal WSCOM

Profissionais de saúde que atuam no Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW), da Universidade Federal da Paraíba, serão imunizados com a vacina pneumocócica 23. A campanha de imunização na instituição teve início na segunda-feira, dia 11, e se estende até o final de janeiro. A finalidade é alcançar todos os colaboradores da assistência com idade acima dos 50 anos.

A vacinação vai acontecer de segunda a sexta no horário preferencialmente da manhã na sala de imunização do ambulatório Professor Antônio Dias dos Santos. Os funcionários devem comparecer munidos de documento de identificação, além do cartão de vacinas, até o dia 29 deste mês.

Foram encaminhadas para o HULW 500 doses da vacina pneumocócica 23 e a orientação é que sejam priorizados os profissionais da assistência que estão trabalhando na linha de frente no combate à covid-19. A ação é recomendação do Ministério da Saúde (MS) e está entre as medidas de intensificação da prevenção de doenças respiratórias, principalmente diante do atual quadro de pandemia.

Para o gerente de Atenção à Saúde do Hospital Lauro Wanderley, José Eymard Medeiros, é necessário conscientizar sobre a importância da vacinação. “Além dos cuidados que temos que ter em relação aos quadros respiratórios relacionados a sars-cov-2, não devemos deixar de nos prevenir para outras causas de mortalidade por doenças respiratórias, como é o caso da pneumonia pneumocócica”, disse, destacando que a imunização deve ser estimulada principalmente para pessoas com maior risco, como é o caso de indivíduos com mais de 50 anos de idade.

A vacina pneumocócica polissacarídica 23 (VPP23) previne contra doenças causadas por 23 tipos de pneumococos (responsável por infecções nos pulmões e ouvidos, por meningite e infecções do sangue como bacteremia e sepsis). A doença pneumocócica é mais comum no período do inverno e, frequentemente, se associa à gripe, agravando o quadro da pessoa acometida.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a pneumonia pneumocócica é uma das principais causas de internação hospitalar e morte de adultos a partir dos 50 anos, principalmente com idade superior a 60. Também segundo o órgão, a doença pneumocócica é responsável por 15% de todas as mortes de crianças menores de cinco anos em todo o mundo.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.