menu

Internacional

10/11/2019


Golpeado, Evo deve buscar asilo político na Argentina

De acordo com o jornal Clarín, Morales embarcou para a Argentina, onde o presidente eleito Alberto Fernández, que se solidarizou com ele, toma posse no dia 10 de dezembro

Alberto Fernandez, presidente eleito da Argentina

Por Brasil 247

“O jornal argentino Clarín, um dos principais de seu país, afirmou hoje que o presidente Evo Morales abandonou a Bolívia e viajou para a Argentina no avião presidencial em meio a uma profunda crise política no país”, aponta reportagem publicada no Uol.

“Fontes diplomáticas e da OEA (Organização dos Estados Americanos) confirmaram ao veículo argentino que o chefe de estado deixou a Bolívia. Integrantes da OEA também disseram ao jornal que Morales, depois de deixar a capital boliviana La Paz, desembarcou em Cochabamba, região que o viu nascer, para se encontrar com líderes cocaleiros”, diz ainda o texto.

Leia mais: Evo Morales renuncia à presidência da Bolívia