Internacional

Golpeado, Evo deve buscar asilo político na Argentina

De acordo com o jornal Clarín, Morales embarcou para a Argentina, onde o presidente eleito Alberto Fernández, que se solidarizou com ele, toma posse no dia 10 de dezembro

10/11/2019


Alberto Fernandez, presidente da Argentina.

Por Brasil 247

“O jornal argentino Clarín, um dos principais de seu país, afirmou hoje que o presidente Evo Morales abandonou a Bolívia e viajou para a Argentina no avião presidencial em meio a uma profunda crise política no país”, aponta reportagem publicada no Uol.

“Fontes diplomáticas e da OEA (Organização dos Estados Americanos) confirmaram ao veículo argentino que o chefe de estado deixou a Bolívia. Integrantes da OEA também disseram ao jornal que Morales, depois de deixar a capital boliviana La Paz, desembarcou em Cochabamba, região que o viu nascer, para se encontrar com líderes cocaleiros”, diz ainda o texto.

Leia mais: Evo Morales renuncia à presidência da Bolívia

Maurilio de Almeida

Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.