Política

Gleisi Hoffmann diz que não seria ‘lógico’ manter candidatura do PT após lançamento de Ricardo: “Não podíamos nos omitir”

01/10/2020


Da Redação / Portal WSCOM

A presidente Nacional do PT, Gleisi Hoffmann, declarou nesta quinta-feira (1º) que a decisão do partido em apoiar a candidatura de Ricardo Coutinho a prefeito de João Pessoa se deve a uma ‘construção histórica’ para derrotar a extrema direita a partir de um projeto nacional. Ela participou de live com o próprio Ricardo, o presidente do PT Estadual, Jackson Macedo, o deputado Paulo Teixeira e o candidato a vice-prefeito Antônio Barbosa.

“Não seria lógico, tendo a candidatura de Ricardo, tudo que ele representa, mantermos nossa candidatura… a decisão de apoiar não foi pontual, atabalhoada, é resultado de construção histórica. Quero fazer um apelo aos companheiros do PT, entendam. Se saíssemos separados o que iríamos ganhar com isso? Marcar uma posição? Não é isso que estava em jogo”, declarou.

Gleisi revelou que a prioridade em João Pessoa sempre foi uma aliança com o PSB e o PcdoB. Ela elogiou Anísio Maia, mas pediu apoio à decisão da Executiva Nacional.

“Em João Pessoa a nossa prioridade sempre foi o PSB na figura do Ricardo e também nossos companheiros do PcdoB. Nem sempre acontece no tempo que a gente gostaria. O PT decidiu começar a construir sua candidatura, Anísio Maia é um grande companheiro, por quem temos grande respeito e consideração, mas dadas as circunstâncias do PSB apresentar a candidatura o nome de Ricardo Coutinho não podíamos nos omitir”, continuou.

Hoffmann ainda cravou: “A luta entre Anísio e Ricardo não interessa, ao PT nem ao povo”.


Em respeito a Legislação Eleitoral, os comentários estão temporariamente suspensos.