Política

Frei Anastácio afirma que Bolsonaro já é o responsável por mais de 40% dos agrotóxicos comercializados no Brasil

O deputado lembrou que hoje existem 3.618 produtos agrotóxicos comercializados em todo o Brasil. Desses, 42% foram liberados por Bolsonaro.


13/01/2022

Deputado Frei Anástacio (PT/PB) -Foto: Cleia Viana, Câmara dos Deputados)

Portal WSCOM

O deputado federal Frei Anastácio (PT/PB) alertou que os brasileiros entraram em 2022 consumindo ainda mais agrotóxicos. De acordo com o deputado, a atualização mais recente é que Bolsonaro liberou mais 51 novos tipos de agrotóxicos no Brasil, no último dia do ano de 2021. “Ele já é o responsável por mais de 40% de todos os agrotóxicos comercializados no Brasil. É o campeão em veneno em toda história do país”, disse o deputado.

“Com esses novos registros, Bolsonaro já liberou para uso 1.552 novos tipos de venenos no Brasil. Desde 2016, depois do Golpe de Dilma, vimos um crescimento desenfreado de registros novos de agrotóxicos e Bolsonaro vem a cada ano batendo seu próprio recorde”, alertou Frei Anastácio.

O deputado lembrou que hoje existem 3.618 produtos agrotóxicos comercializados em todo o Brasil. Desses, 42% foram liberados por Bolsonaro.

“Se continuar nesse ritmo, Bolsonaro será responsável por metade dos agrotóxicos comercializados no Brasil. Um marco que causa danos à saúde do povo e ao Meio Ambiente”, lamentou.

Frei Anastácio lembrou que a tendência é que a situação piore com a implantação do decreto 10.833/2021. “Com o decreto, Bolsonaro impôs o fim das principais barreiras que existem na legislação, para que se tenha um mínimo de controle sobre os agrotóxicos no país”, disse o deputado.

O parlamentar lembrou ainda que o uso desenfreado de agrotóxicos viola a Constituição Federal. “O consumo massivo desses venenos ferem o direito à vida, à saúde, ao meio ambiente ecologicamente equilibrado e à alimentação adequada”, explicou.

Combate aos Agrotóxicos

O parlamentar destacou que como forma de tentar diminuir os impactos de agrotóxicos para a população, apresentou projeto de lei para criar o Dia Nacional de Combate ao Uso de Agrotóxicos.

“Apresentamos o projeto de lei 2.196/2019, na Câmara Federal, que já foi aprovado na Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara Federal. Esperamos que essa lei seja promulgada para incentivar o consumo de produtos livres de agrotóxicos”, disse.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.