Policial

Fotografo acusado de matar esposa se entrega após oito meses foragido

Caso Briggida

05/03/2013


O fotografo Gilberto Stuckert, que estava foragido desde o mês de junho do ano passado, se entregou a Justiça no final da tarde desta terça-feira, 5. Gilberto é acusado de assassinar a professora Briggida Lourenço, com que foi casado e estava separado. O crime aconteceu no dia 19 de junho de 2012 no apartamento da vítima.

O fotografo se entregou no 5º Batalhão de Polícia Militar, no Bairro do Valentina Figueiredo e logo em seguida foi levado para o Fórum Cível da Capital onde foi lavrado o termo de apreensão.

Como tem curso superior, o acusado foi levado para o Centro de Ensino a Polícia Militar, onde deve ficar detido a disposição da Justiça.

A motivação do crime teria sido o desejo do fotografo em querer reatar o relacionamento, mas professora não aceitava. A mãe de Briggida informou a Polícia na época do assassinato, que recebeu um telefonema do acusado informando apenas que tinha feito uma grande besteira. Ela se dirigiu ao apartamento da filha e a encontrou morta.
 


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.