Economia & Negócios

FNE do banco do Nordeste supera meta em 2012

balanço


11/01/2013

 O ano de 2012 para o Banco do Nordeste foi de superação da meta do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), principal funding da Instituição, ao investir 8% mais recursos em comparação ao ano anterior. O número representa a injeção de R$ 11,9 bilhões na economia da Região, distribuídos em mais de 510 mil operações de crédito. Na Paraíba, o montante foi de R$ 627,5 milhões referentes a 40,1 mil financiamentos.

Os créditos concedidos com recursos do FNE representaram mais da metade das contratações globais do Banco. Considerando todas as fontes, o BNB aplicou R$ 22,3 bilhões no ano passado, superando em R$ 600 milhões o montante concedido em 2011.

Para o presidente do Banco do Nordeste, Ary Joel Lanzarin, “o crescimento das contratações com recursos do Fundo Constitucional revela a melhoria na eficiência operacional do Banco Nordeste, representando um esforço de equipe que superou enormes desafios”. Lanzarin destaca, ainda, a importância do FNE para o desenvolvimento da região.

Segundo Lanzarin, a programação do FNE para este ano prevê a aplicação de mais R$ 11,5 bilhões na área de atuação do Banco – região Nordeste e norte de Minas Gerais e Espírito Santo. Na Paraíba, a previsão é de que sejam contratados R$ 578 milhões.

Mais empregos

O financiamento do Banco com recursos do FNE impacta diretamente na geração de emprego. De acordo com estudo realizado pelo Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene), relativo ao período entre 2000 e 2009, empresas financiadas com recursos do FNE geraram 37,5% mais empregos do que as não financiadas. Ainda segundo a pesquisa, o salário pago a empregados, no mesmo período, foi 45% superior nas empresas que obtiveram financiamento do Fundo Constitucional.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
// //