Brasil & Mundo

FIESP decide contestar agressões de Bolsonaro contra democracia


21/07/2022

Em recado a Bolsonaro, Fiesp defende estabilidade democrática e respeito ao Estado de Direito em texto para presidenciáveis
“O compromisso com a segurança jurídica é premissa essencial para o futuro de qualquer País na contemporaneidade”, afirmou a instituição

247 – A Federação Nacional das Indústrias do estado de São Paulo (Fiesp) afirmou, em comunicado, que a democracia e o respeito ao Estado de Direito como “condições indispensáveis para o Brasil superar seus principais desafios”. “O compromisso com a segurança jurídica é premissa essencial para o futuro de qualquer País na contemporaneidade”, afirma a instituição, de acordo com informações publicadas nesta quinta-feira (21) pela coluna Painel.

No começo da semana, Bolsonaro teve uma reunião com embaixadores e colocou em dúvida a segurança do sistema eleitoral brasileiro, mas não apresentou provas de suas acusações. A oposição ao governo no Congresso Nacional e setores progressistas da sociedade, como entidades da classe trabalhadora, reforçaram que ele pode tentar um golpe se for derrotado na eleição de outubro.

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Edson Fachin, afirmou que Bolsonaro faz “populismo autoritário”.

Parlamentares da oposição cobram da Procuradoria-Geral da República (PGR) investigação contra o pré-candidato à reeleição.

Na última quarta-feira (20), o senador Jean Paul Prates (PT-RN) apresentou o 144º pedido de impeachment apresentado no Congresso contra Bolsonaro.

Na vida realidade ,apresentado na Câmara um superpedido de impeachment contra o político do PL, com o objetivo de unificar os mais de cem pedidos de afastamento. Uma das acusações foi estímulo a um golpe feito por Bolsonaro.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.