menu

Futebol

14/01/2013


Valdivia deve ter retorno aos treinos

Palmeiras

 Após gerar grande preocupação no treinamento do Palmeiras na Academia de Futebol, Valdivia realizou exames no tornozelo esquerdo na tarde desta segunda-feira em um hospital de São Paulo, e não teve diagnosticada nenhuma lesão. O jogador ainda avisou que fará o possível para voltar a treinar já na terça-feira.

"Foi uma pancada mais forte, por isso estou com dores. Mas como ficou constatado que não tenho nada, quero voltar a treinar logo nesta terça, no máximo quarta-feira. Venho de uma preparação muito boa e não quero perder os treinamentos. Minha intenção é estar presente na estreia do Paulistão (contra o Bragantino)", disse Valdivia por meio do site oficial do Palmeiras.

Um exame de ressonância magnética foi feito para melhor avaliação do problema. A constatação foi de que Valdivia teve apenas um trauma no local: "Ele está com um trauma, mas felizmente não teve nenhum tipo de fratura, nem entorse. Vamos deixá-lo à base de medicamentos e fisioterapia, e nesta terça-feira (15) faremos uma nova avaliação”, destacou o médico do Palmeiras, Otávio Vilhena.

"Não podemos precisar uma data. A região do tornozelo está um pouco inchada, o que é normal após a pancada. Mas como ele não teve entorse, vamos aguardar uma evolução nos próximos dias para saber quando ele poderá treinar novamente", complementou.

Valdivia deixou o treinamento da manhã carregado por Maurício Ramos, e chorando. O chileno foi atingido por um carrinho de Henrique e ficou estirado no gramado por alguns minutos. Após atendimento médico e ajuda de Barcos e do próprio defensor, o chileno deixou o treino sem esconder o desespero.

O médico do clube, Otávio Vilhena, chegou a atender Valdivia no local, tirando a chuteira do pé esquerdo do atleta. Mas as dores não permitiram que Valdivia continuasse o treino e o meia foi levado ao departamento médico.

A atividade com bola durava aproximadamente 30 minutos. Os jogadores se enfrentavam em duelos no mano a mano e no embate de Valdivia x Henrique, o meia chileno levou um carrinho lateral do zagueiro. A entrada foi prontamente recriminada pelo comandante do treino, o preparador físico, Fabiano Xhá. "Evita o carrinho, Henrique". O defensor não gostou da bronca, e tentou se justificar.

Durante o treinamento, diversos jogadores utilizaram o carrinho para o desarme. O próprio Valdivia já havia se apoiado no recurso para tirar a bola dos pés do lateral-direito Ayrton.