Educação

Estudantes de instituições do ensino superior privadas são a maioria na avaliação do Enade 2019

As graduações presenciais continuam sendo maioria na avaliação

21/10/2020


Portal WSCOM



Dados sobre o Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) 2019 foram divulgados ontem (20) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). De acordo com o levantamento, participaram da edição 389.843 estudantes, sendo 76% deles vindo de instituições de ensino superior particulares – ou seja, 296.421 participantes. 

Na edição de 2019 do Enade foram avaliados cursos de bacharelado em engenharia, arquitetura e urbanismo, ciências agrárias, ciências da saúde e áreas afins, além dos cursos tecnológicos nas áreas de ambiente e saúde, produção alimentícia, recursos naturais, militar e de segurança.

O resultado divulgado pelo Inep também apontou que 60% dos estudantes concluintes do ensino superior que participaram do Enade receberam tiveram subsídios ou financiamentos públicos, como o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e o Programa Universidade para Todos (ProUni). Ao todo, 84,6% (329.571) têm entre 18 e 33 anos. 

Quanto à modalidade de ensino dos candidatos avaliados, as graduações presenciais continuam sendo maioria, com 95% (371.692) dos avaliados, contra 5% (18.151) dos que cursaram a graduação por meio da educação a distância (EaD). 

Sobre o Enade

O Enade é um exame feito por estudantes – ao final dos cursos de graduação – para avaliar conhecimentos, competências e habilidades desenvolvidas ao longo do curso. A prova é composta de 40 questões, divididas em formação geral, que avalia aspectos da formação profissional relativas a atuação ética, competente e comprometida com a sociedade em que vive, e componente específico, voltada para as competências, habilidades e objeto de conhecimento de cada uma das áreas de conhecimento avaliadas.

 

Fonte: Agência Educa Mais Brasil


Em respeito a Legislação Eleitoral, os comentários estão temporariamente suspensos.