Paraíba

Empresários paraibanos terão acesso ao GarantiParaíba

Empresários

31/05/2013


 A partir do dia 7 de junho, cerca de 200 micro e pequenas empresas paraibanas terão mais acesso a crédito nas instituições financeiras de maneira facilitada com o início das atividades da primeira Sociedade de Garantia de Crédito (SGC) do Nordeste, Norte e Centro-Oeste que vai operar em Campina Grande. A GarantiParaíba será lançada às 10h30, na Associação Comercial e Empresarial de Campina Grande, e vai reunir empresários, representantes de instituições públicas e financeiras, além de conselheiros e dirigentes do Sistema Sebrae. A instituição vai atender empresários paraibanos, independente do tipo de segmento da empresa.

A GarantiParaíba vai atuar como um elo entre os bancos e as MPE promissoras que precisam de financiamento para crescer, mas não têm bens de garantia para oferecer dentro das exigências tradicionais das linhas de crédito. “A GarantiParaíba vai analisar a situação da empresa, realizando uma visita técnica para avaliar as condições e decidir, em um comitê de crédito, pelo aval. Caso seja concedida a garantia, a sociedade comunica ao empresário e submete o pedido à instituição financeira conveniada. A entidade não realiza empréstimos e sim prestação de serviços de garantia (aval)”, a explicou a coordenadora de Acesso a Serviços Financeiros do Sebrae Paraíba, Márcia Timótheo.

Com a GarantiParaíba em funcionamento, os empresários terão o acesso a crédito facilitado, seja para capital de giro, reforma e ampliação ou aquisição de máquinas e equipamentos. De acordo com o diretor administrativo do Sebrae Paraíba, Ricardo Madruga, a entidade terá, inicialmente, um fundo de R$ 2 milhões. “Para ter acesso aos recursos das instituições financeiras, a empresa associada elabora um projeto, por exemplo, apresenta à GarantiParaíba, que pode ou não aprovar o investimento de até 80%, oferecendo uma carta de garantia de crédito ao empreendedor individual, micro ou pequeno empresário”, explicou.

Na Europa, as Sociedades de Garantia de Crédito são muito atuantes e prestam, em nome das micro e pequenas empresas, garantias complementares exigidas pelos agentes financeiros. Ao fazer parte das SGC, os empresários passam a ter melhores ofertas nas linhas de crédito, taxas e prazos estendidos.

As micro e pequenas empresas interessadas em ter crédito e ter o aval da GarantiParaíba, devem se associar à entidade. Quando necessitarem de recursos para capital de giro e investimento, em instituições financeiras conveniadas e não tiverem a totalidade de garantias, poderão solicitar o aval da operação.

A expectativa do Sebrae Paraíba é que, no primeiro ano de funcionamento, a GarantiParaíba tenha 200 empresas associadas. Até 2014, a perspectiva é de que esse número passe para 1.116 associados. Em relação às operações, estima-se que sejam realizadas 98 até dezembro. Nos próximos cinco anos, espera-se chegar ao volume de 955 contratos ativos.

A GarantiParaíba conta com apoio das principais entidades empresariais do estado, como a Associação Comercial e Empresarial de Campina Grande, a Federação das Indústrias da Paraíba (Fiep), e a Federação da Agricultura e Pecuária da Paraíba (Faepa). A SGC também é parceira de instituições do setor público, a exemplo da Fundação Parque Tecnológico da Paraíba (PAQTC), do Programa de Política Pública de Microcrédito (Empreender-PB) e do Programa Municipal de Apoio aos Pequenos Negócios de João Pessoa (Empreender-JP). A entidade conta, ainda, com o apoio do Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil (Sicoob) e da Cooperativa de Crédito de Campina Grande (CGCRED).

Encontro – No dia 6 de junho, será realizado, também em Campina Grande, o 3º Encontro Sebrae e Sociedades de Garantia de Crédito. O evento acontecerá na Fiep, às 9h. No evento, será debatida a inauguração da GarantiParaíba e ações operacionais de outras sociedades de garantia de crédito do país.

SUGESTÃO DE BOX

Vantagens para as empresas:
Acesso ao crédito junto a instituições financeiras;
Acesso a outorga das garantias;
Acesso ao assessoramento financeiro e empresarial;
Maior prazo e menores taxas de juros das operações de crédito;
Melhoria da competitividade;
Integração a uma rede empresarial.

Vantagens para as comunidades:
Desenvolvimento econômico e social;
Geração de emprego e renda;
Aumento do número de empresas;
Aumento de investimentos na região.

Vantagens para as instituições financeiras:
Garantias líquidas;
Maior segurança nas operações com as MPEs;
Redução do capital alocado para cobertura de créditos duvidosos;
Agilidade na aprovação das operações;
Fonte de alavancagem de novos negócios e da base de clientes;
Redução do risco de inadimplência.

Vantagens Para os Apoiadores:
Aumento da competitividade das empresas (fornecedores e clientes);
Possibilita cooperação setorial;
Possibilidade de investimentos;
Melhoria da estrutura produtiva;
Acesso à informação.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.