Paraíba

Empresa paraibana analisa as menções sobre o Festival Lollapalooza na internet

Na Internet


03/04/2013



{arquivo}A edição 2013 do Festival Lollapalooza, que terminou no último domingo (31), reuniu cerca de 150 mil pessoas durante os três dias de shows, no Jockey Club, em São Paulo. No entanto, a audiência do evento na internet rendeu outros milhares de expectadores. A repercussão virtual do festival foi tamanha que gerou um estudo de caso, divulgado nesta terça-feira (2), pela I2 Inteligência, empresa de João Pessoa especializada em monitoramento e gestão da informação.

Para isso, a I2 inteligência utilizou uma nova ferramenta de monitoramento de mídia, denominada NewsClipping, para elaborar uma análise de caso sobre as menções relativas ao Lollapalooza 2013, em nível mundial, aferindo a audiência do festival e das principais atrações. O estudo analisou as postagens em blogs, portais de notícias, fóruns e redes sociais on-line, no período entre 26 de março e primeiro de abril.

“As modernas ferramentas de monitoramento de mídias on-line e sociais permitem que se façam pesquisas instantâneas de fatos cotidianos. Dessa forma, empresas e instituições podem perceber novas tendências ou movimentos ainda silenciosos”, explica Zeh Guilherme, diretor de convergência da I2 Inteligência.

De acordo com os resultados, a banda americana The Killers, foi a mais citada pelos internautas com 24,3% (1.882) do total de menções. Em segundo lugar, com 20% (1.281) aparece os também americanos de Seattle, Pearl Jam. Na terceira colocação, ficou o Queens of The Stone Age, com 19,6% (1.256) das citações.

Os escoceses do Franz Ferdinand apareceram, em seguida, com 11,8% (758) do total de menções. Já os brasileiros do Planet Hemp ficaram em quinto com 10,3% (664) do total de citações identificadas. Os roqueiros do Flaming Lips figuraram na sexta posição com 9% (580) das citações.

Plataformas mais utilizadas

A pesquisa da I2 Inteligência ainda apontou os blogs como a plataforma preferida entre os internautas que escreveram textos e comentários sobre o Lollapalooza 2013. De acordo com os dados, 31% das menções na internet sobre o festival saíram de sites pessoais.

Em seguida, apareceram os portais de notícias com 29,2% das citações; o Twitter ficou na terceira colocação com 22%; o Youtube, com 6,8%, em quinto; outras plataformas registraram 6% do total de citações. O Facebook, que era esperado em primeiro, apareceu com apenas 4,3% das citações.

“A surpresa foi o Twitter, que, por possuir característica mais informacional, se mostrou forte mesmo após várias pesquisas indicarem a diminuição do engajamento nesse tipo de plataforma. Se esperava um bom volume de menções no Facebook, uma plataforma que se engaja mais nos assuntos de entretenimento, mas percebe-se um baixo volume devido à política de privacidade deste tipo de mídia”, explica Vanessa Maciel, gerente de Projetos da empresa e especialista em marketing digital.

Ainda de acordo com Vanessa, as políticas de privacidade da rede tornam acessíveis para as ferramentas de monitoramento apenas conteúdos que estão disponíveis publicamente.

Línguas mais faladas

Por ser realizado no Brasil, o português foi o idioma mais utilizado entre os internautas que postaram conteúdos sobre o Lollapalooza. A língua nativa abrangeu 53,8% das citações. Em seguida, veio o inglês com 31,3%; em terceiro, o espanhol, com 9,8% e 5,1% foram menções provenientes de outras línguas.

“O resultado mostra que, cada vez mais, os assuntos e eventos do mundo físico são bastante repercutidos no plano virtual. Muita gente postou informações nas mídias sociais, de dentro do evento ou assistindo pela TV, o que só comprova o que se diz por aí: mídias sociais são a ‘praça moderna’, onde as pessoas se juntam para comentar os assuntos do dia a dia”, comenta Vanessa Maciel.

Pioneirismo

A I2 Inteligência é pioneira na Paraíba em realizar e divulgar estudos de monitoramento de mídia. No ano passado, a empresa apresentou uma análise de caso, em nível nacional, sobre o grau de satisfação dos usuários das quatro principais operadoras de telefonia móvel do país – Oi, Tim, Claro e Vivo.

Os números foram captados durante monitoramento das mensagens postadas por clientes no Twitter. De acordo com os dados, a Vivo foi à operadora que apresentou o maior grau de satisfação, enquanto que a Tim recebeu a maior quantidade de comentários negativos durante a avaliação. Já as companhias Claro e Oi foram as mais difamadas entre os consumidores insatisfeitos.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
// //