Brasil

Em prisão domiciliar, Sara Winter é pedida em casamento

29/06/2020


Brasil 247

Em prisão domiciliar e com tornozeleira eletrônica, a ativista de extrema-direita, Sara “Winter”, foi pedida em casamento e postou o anúncio em sua conta do Instagram, neste domingo (28).

“Bem-vindos à democracia do Judiciário”, escreveu ela em tom irônico.

Sara Winter deixou, na tarde desta quarta-feira (24), a penitenciária feminina, a Colmeia, no Gama. Ela estava detida por ameaçar o ministro do STF Alexandre de Moraes.

Na decisão que não prorrogou a prisão da militante, assinada por Alexandre de Moraes, o ministro, além de determinar que ela use o equipamento de monitoramento eletrônico, proíbe fique a mais de 1 quilômetro de distância do Congresso Nacional do STF.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.