menu

Política

03/12/2019


“Ele está tomando a decisão certa”, diz Galdino sobre saída de Azevêdo do PSB

Segundo Galdino, a atitude do chefe do Executivo Estado, que foi alvo de ataques do ex-governador Ricardo Coutinho, é normal e compreensível,

Na imagem, o presidente da ALPB, Adriano Galdino

Portal WSCOM

 

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Adriano Galdino (PSB), afirmou, durante entrevista na manhã desta quarta-feira (3), que a decisão do governador João Azevêdo (PSB), em deixar o Partido Socialista Brasileiro foi “acertada”.

 

Segundo Galdino, a atitude do chefe do Executivo estadual, que foi alvo de ataques do ex-governador Ricardo Coutinho, é normal e compreensível, por tudo que está se passando no cenário político local. “Ele está tomando a decisão certa”, disse ao Portal MaisPB.

 

Sobre a saída de João:

O governador João Azevêdo anunciou, nesta terça, a desfiliação do Partido Socialista Brasileiro (PSB). Em carta divulgada ao povo paraibano, o gestor afirma que chegou a aguardar o restabelecimento do diálogo na legenda, mas, diante da falta de qualquer atitude de autocrítica depois da intervenção no Diretório Estadual, sai da legenda “em busca da democracia perdida”.

 

João Azevêdo também agradeceu a todos os militantes, dirigentes e colaboradores que confiaram nas propostas do governo e têm hipotecado solidariedade irrestrita nesse momento tão delicado.

 

Segundo um dos trechos do documento assinado pelo governador, “A democracia que defendemos não deve ser um conceito vago, um ser abstrato, que se usa quando convém, para embasar as próprias teses e dar ganho de causa a argumentos e procedimentos. Democracia é uma palavra viva que precisa estar presente no nosso dia a dia. E eu procuro praticá-la nas minhas atividades, no cotidiano, com minha equipe, com amigos, com companheiros e companheiras, na relação com a comunidade, com as instituições e os movimentos sociais. Uma prática que adoto em família, compartilhando com minha esposa e estendendo esse conceito a filhos e netos, como um legado de vida”, conceituou.