Política

Durval é reeleito, anuncia último mandato e destaca processo democrático

MESA DIRETORA


07/03/2013



O presidente Durval Ferreira (PP) foi reeleito presidente da Câmara Municipal de João Pessoa para o biênio 2015/2016 na manhã desta quinta-feira, 7. Durval declarou que esse é o seu último mandato como vereador e quer concluir todos seus projetos a frente da Casa de Napoleão Laureano. Ele disse ainda, que apesar do protesto de quatro vereadores que deixaram o plenário durante a votação, o processo foi extremamente democrático. O presidente garantiu ainda que vai manter o bom relacionamento com o prefeito de João Pessoa e entre os Poderes Executivo e Legislativo.

Durval, juntamente com a Mesa, foi reeleito com 20 votos favoráveis e uma abstenção (Lucas de Brito Pereira). Quatro vereadores deixaram a sessão (Bira, Fuba, Milanez e Dinho) e dois faltaram (Elisa e Santino). Elisa renunciou ao cargo de 2ª secretaria.

Durval destacou ainda que aceitou o pedido feito por 24 vereadores para que ele se candidatasse mais uma vez. “É com muito orgulho que aceitei a solicitação dos colegas e é com muito orgulho que vou continuar contribuindo para o desenvolvimento da cidade de João Pessoa”.

O presidente minimizou a saída de quatro parlamentares da sessão. “É um processo natural da democracia. Tenho mais de 20 anos nesta Casa e neste período já assistir a situações como está, inclusive com muito mais vereadores saindo do plenário. Isso é normal numa casa legislativa”.

Ferreira explicou que o regimento prevê que quanto iniciada uma votação, a sessão não pode ser interrompida. “Os vereadores que saíram teriam espaço para falar durante declaração de voto, assim como todos os outros fizeram”, declarou.

Durval fez questão de ressaltar que foi votado por vereadores de situação e de oposição e que a relação com o prefeito Luciano Cartaxo continua inalterada. “Tentaram criar factóides, fazer fofocas, mas isso não existe, continuo com o intuito de seguir contribuindo com a gestão do prefeito e com o desenvolvimento da Capital”.

O presidente não teme ações na Justiça, por conta da falta de um representante na chapa, no caso Elisa Virginia que renunciou a 3ª secretaria, e destacou que todo processo foi feito de acordo com o Regimento Interno da Casa. “Se fosse a maioria da chapa que renunciasse, nós suspenderíamos da sessão por meia hora e abriríamos novas inscrições, mas como foi só um cargo, essa eleição pode acontecer em separado”.

Cartaxo cobrou transparência

Minutos antes da votação que reelegeu o presidente Durval Ferreira, o prefeito Luciano Cartaxo (PT) afirmouque a antecipação da eleição da Mesa Diretora na Câmara Municipal de João Pessoa não era uma boa para a imagem do Legislativo. O gestor cobrou transparência no processo.

“Essa antecipação na Câmara causa transtornos e a opinião pública está ai observando os fatos. Isso não foi bom para imagem da Casa. Acho que deveria haver um consenso e um diálogo dentro do plenário e dentro da bancada em relação aos 27 vereadores, pois a coisa deve ser feita de forma transparente”, disse.

A Mesa Diretora reeleita é composta pelos seguintes vereadores:

Durval Ferreira – presidente

Zezinho Botafogo – 1º Vice-presidente

Raíssa Lacerda – 2ª Vice-presidente

Benilton Lucena – 1º secretário

Bosquinho – 3º secretário

 



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
// //