Economia & Negócios

Dow Jones fecha em máxima histórica com otimismo nos EUA

Otimismo

05/03/2013


 O índice Dow Jones, referência da bolsa de Nova York, atingiu um novo recorde de fechamento nesta terça-feira (5), ultrapassando níveis vistos pela última vez em 2007, apenas antes da crise financeira mundial, à medida que investidores apressaram-se em comprar mais ações na expectativa de ganhos ainda maiores.

O Dow Jones encerrou o dia com alta de 0,89%, a 14.253 pontos, superando a máxima de fechamento de 14.164 pontos registrada em 9 de outubro de 2007.

Entre os indicadores que alimentaram o otimismo dos investidores, o destaque ficou por conta dos dados do setor de serviços dos Estados Unidos que mostraram o maior crescimento em um ano em fevereiro.

Mais cedo, o Dow Jones já tinha batido a máxima intradia, superando o patamar de 14.198 pontos registrado em 11 de outubro de 2007.

O índice Standard & Poor’s 500 também fechou em alta, com valorização de 0,96%, para 1.539 pontos.
O termômetro de tecnologia Nasdaq subiu 1,32%, para 3.224 pontos.

O Instituto de Gestão de Fornecimento (ISM, na sigla em inglês) informou nesta terça-feira que seu índice do setor de serviços subiu para 56, ante os 55,2 registrados em janeiro e acima do esperado pelo mercado, que previa 55. Trata-se do maior nível desde fevereiro do ano passado.

"Esse foi, sem dúvida, um dado positivo", afirmou à Reuters o estrategista-sênior de câmbio da BNY Mellon, Michael Woolfolk. "Isso reflete melhorias ao reforçar a visão de que a economia continua a melhorar e deve contribuir para os ganhos que têm impulsionado as bolsas a um novo recorde", completou.

"Tem sido uma longa recuperação, mas a economia privada está se segurando frente a uma política bastante desafiadora e riscos políticos", disse o estrategista-chefe de mercado do Russell Investiments, Stephen Wood.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.