Policial

Delegado nega acerto para empresário que atropelou motoboy se entregar à polícia e segue buscas com ida ao Sertão


14/09/2021

Da Redação / Portal WSCOM



O delegado Rodolfo Santa Cruz negou nesta terça-feira (14) que houve um acordo com a defesa de Ruan Ferreira de Oliveira para que ele se entregasse. A decisão cabe unicamente ao constituinte, e a Polícia seguem em buscas por ele, disse.

“Nosso objetivo maior é dar cumprimento à ordem judicial. Esperamos que ele use do bom senso e se apresente, mas caso não queira, não há problema, vamos trabalhar”, pontuou.

Rodolfo disse que as buscas foram intensificadas. Há inclusive a possibilidade de Ruan estar no Sertão, por ter parentes em Catolé do Rocha.

“A polícia recebeu algum de dados, não só essa do Sertão do estado, mas outros aqui, um a um a gente tá checando”, declarou.

Após a prisão, Ruan deve passar por trâmites e ser encaminhado à carceragem da polícia, revelou o delegado.

“Vamos qualificá-lo, interrogá-lo, fazer exame de corpo de delito e encaminhar para a carceragem da polícia…  teremos 10 dias, acho que é mais que suficiente, para concluir o inquérito”, revelou.

Ruan é suspeito de atropelar e matar o motoboy Kelton Marques, na madrugada do sábado (11). O caso ocorreu no Retão de Manaíra, em João Pessoa. Kelton era residente de Santa Rita, tinha duas filhas e fazia extras como motoboy para complementar a renda.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.