Futebol

Convocado para a Olimpíada, atacante Matheus Cunha se diverte no futevôlei em João Pessoa


19/06/2021

Matheus Cunha em João Pessoa (Divulgação)

Portal WSCOM

Matheus Cunha aproveita o restante das férias em João Pessoa antes de se apresentar à seleção olímpica. Após receber a convocação para disputar os Jogos de Tóquio, o atacante do Hertha Berlim aliviou a tensão que estava jogando futevôlei na companhia dos amigos. O paraibano comemorou a oportunidade de representar o Brasil em busca da segunda medalha de ouro no torneio.

– Depois da convocação tudo muito melhor, muito mais fácil. Graças a Deus passei umas férias boas. Na terrinha é sempre espetacular. É aproveitar o pouco que me resta para depois apresentar o melhor possível. Sem dúvida ouvir que você vai usar a camisa amarela é uma emoção muito grande. A gente tem que estar sempre pronto, preparado, para quando chegar lá, aproveitar a oportunidade da melhor maneira possível e dar alegrias para todos os brasileiros – comentou Matheus Cunha.

O paraibano deve se apresentar ao técnico André Jardine no dia 1º de julho, no CT do Palmeiras, em São Paulo. Nos últimos dois amistosos, Matheus Cunha ficou de fora e acompanhou pela televisão a derrota para Cabo Verde e depois a vitória diante da Sérvia. Ele estava em recuperação de uma lesão no tornozelo direito.

– Foi a primeira convocação da seleção olímpica que fiquei de fora. O coração fica a metade lá, a metade aqui. Acompanhei (os amistosos) e os meninos foram bem. Infelizmente o primeiro jogo não foi aquilo que a gente esperava. É sempre assim o primeiro jogo. Teve pouco tempo para treinar, mas no segundo já se encontraram e foi muito bom. Vamos estar mais preparados para se reunir de novo e dar tudo certo.

Matheus Cunha em João Pessoa (Divulgação)

Na Olimpíada de Tóquio, o atacante vai ter a companhia de um conterrâneo: o goleiro Santos, do Athletico-PR, que é da cidade de Cabaceiras, no interior da Paraíba. Matheus Cunha vibrou com a chance de estarem juntos e desejou trazer o ouro, assim como aconteceu com outro paraibano que foi Douglas Santos na Rio-2016.

– Santos já encontrei ele na seleção principal. A gente já está entrosado. A terrinha é sempre fácil de se entrosar. Nesse período temos essa responsabilidade de vestir a camisa da Seleção, independente de onde for. Agora é carregar a responsabilidade de continuar com o ouro no peito. Vamos fazer o máximo possível para que a gente volte (com a medalha). Douglas já veio uma vez e agora eu e Santos queremos trazer essa medalha de ouro para a terrinha.

Antes de iniciar as atividades com a camisa do Brasil, o jogador curte os últimos dias de lazer. Matheus Cunha aproveitou para também manter a forma física disputando partidas de futevôlei no clube Base, no bairro do Altiplano, em João Pessoa.

– Futevôlei é um momento de lazer. Lembra o futebol, mas não lembra 100%. A gente se solta muito. É um esporte que é muito aconchegante. A gente entra no campo com uma tensão muito grande e chega aqui tem a competitividade, mas de uma forma diferente entre amigos, como um lazer muito grande. Quero sempre ganhar daqueles amigos mais chatos – brincou.

A seleção olímpica estreia nos Jogos de Tóquio no dia 22 de julho. O primeiro jogo será no Estádio Yokohama contra a Alemanha, vice-campeã do torneio – quando perdeu a final justamente para a equipe brasileira, em 2016.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.