Futebol

Contra a crise, Remo e Flamengo dão primeiro passo na Copa do Brasil

Copa do Brasil

03/04/2013


{arquivo}O torcedor remista está acostumado ao Re-Pa, clássico entre Remo e Paysandu. Mas nesta quarta-feira é dia de Re-Fla no Mangueirão. O clube azulino e o rubro-negro se enfrentam às 22h (de Brasília), pela primeira rodada da Copa do Brasil. Jogo que pode determinar a classificação dos cariocas para a próxima fase em caso de vitória por dois ou mais gols. Partida que pode dar força aos remistas às vésperas do primeiro duelo da semifinal do returno, sábado que vem, contra o Papão. Um confronto entre duas equipes que vivem dias difíceis. O Flamengo de Jorginho tem poucas chances de chegar à semifinal da Taça Rio, tanto que o técnico praticamente jogou a toalha. O Remo tem pela frente um tudo ou nada no estadual e tenta assegurar a vaga na Série D do Brasileiro.

Desde o momento em que pisaram em solo paraense, os rubro-negros foram acolhidos pelos locais. Muitos foram ao aeroporto receber a deleção na madrugada de terça-feira. Carinho que dá força num momento complexo. Antigos titulares, como Ibson e González, não foram relacionados por Jorginho. Já o zagueiro Alex Silva, que foi coberto de elogios pelo treinador e vinha jogando, não entrará em campo. Segundo o técnico, ele pediu um tempo para esfriar a cabeça depois das críticas que recebeu dos torcedores. O Flamengo chegou ao Pará como favorito, mas se contenta em sair de Belém com uma vitória simples, ainda que tenha de disputar o segundo jogo, marcado para o dia 17, no Rio.

O árbitro paulista Raphael Claus apita a partida, auxiliado por Lincoln Ribeiro Taques, do Mato Grosso, e Sandro do Nascimento Medeiros, do Maranhão. A Rede Globo transmite a partida para RJ, DF, ES, BA, RN, AL, PB, Balsas (MA), SE, PI, PA, AM, RO, AC, RR e AP. O SporTV 2 exibe para todo o Brasil. O GLOBOESPORTE.COM acompanha os lances em Tempo Real, com vídeos exclusivos.

Escalações
Remo: o treinador Flávio Araújo espera montar um time com uma proteção maior na defesa, além de explorar a força do atacante Val Barreto, o Valotelli. A única dúvida do treinador é quanto à utilização do sistema de jogo. Se optar pelo 4-4-2, o volante Jhonnatan vai proteger a zaga com Gerônimo e Nata. Porém, se optar pelo 3-5-2, Jhonnatan perde sua vaga para o zagueiro Henrique, que se juntaria a Carlinho Rech e Zé Antônio. O provável time deve ter Fabiano, Walber, Zé Antônio, Carlinho Rech e Berg; Nata, Gerônimo, Jhonnatan (Henrique) e Diogo Capela; Leandro Cearense e Val Barreto.

Flamengo: Jorginho mantém a tática do mistério. O técnico não divulgou a escalação que mandará a campo. No último treino do time, já no Mangueirão, ele conversou por cerca de 15 minutos com o meia Cleber Santana. O conteúdo do papo não foi revelado, mas Cleber pode aparecer na equipe. Ele disputaria um lugar com Rodolfo ou Carlos Eduardo. Na zaga, Wallace deve ser o parceiro de Renanto Santos, já que Alex Silva não foi relacionado. Na frente, a tendência é que Hernane volte ao ataque, e Nixon fique como opção. A equipe provável tem Felipe, Léo Moura, Wallace, Renato Santos e João Paulo; Amaral, Elias, Rodolfo (Cleber Santana), Gabriel e Rafinha; Hernane.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.