Saúde

Comitê Científico do Consórcio Nordeste repudia consulta do MS sobre a vacinação de crianças de 5 a 11 anos contra a Covid-19

O C4 destacou que, além dos Estados Unidos, diversos outros países, como Canadá, Israel e União Europeia, também aprovaram a vacina e estão usando regularmente.


24/12/2021

Crianças é vacinada contra a Covid-19 — Foto: Gustavo Tacaki/Prefeitura de Londrina

Redação/Portal WSCOM

O Comitê Científico de Combate ao Coronavirus (C4) do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável do Nordeste (Consórcio Nordeste), que reúne os nove estados da região, emitiu nota repudiando a consulta pública para a manifestação da sociedade civil a respeito da vacinação de crianças de 5 a 11 anos contra a Covid-19, iniciada nesta sexta-feira (24) pelo Ministério da Saúde.

De acordo com o C4, o órgão endossa as manifestações de diversas sociedades científicas e de respeitados especialistas, a exemplo do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), sendo está a responsável por aprovar o uso do imunizante da farmacêutica Pfizer para vacinação infantil, no sentido de repudiar a referida consulta.

O Comitê Científico destacou ainda que, além dos Estados Unidos, diversos outros países, como Canadá, Israel e União Europeia, também aprovaram a vacina e estão usando regularmente.

Segundo o C4, “dados preliminares demonstram um risco muito pequeno de eventos adversos, comparado com o risco previamente observado em adolescentes e adultos jovens após a vacinação. Portanto, os benefícios são muito maiores do que os riscos, pilar central de avaliação de qualquer vacina incorporada pelos diversos programas de vacinação, seja no Brasil ou no mundo”.

Confira a íntegra da nota: 2021-12-24- C4- Nota sobre vacinação de crianças.docx



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.