Walter Santos

Multimídia e Analista Político.

Política

Zé Dirceu em João Pessoa: antes de atingir Lula e Golpe em Dilma, o primeiro alvo do Mensalão condenado sem provas tirando-o da Presidência


02/01/2022

O ex-ministro José Dirceu. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

No entendimento sóbrio dos bastidores da política é fácil atestar hoje o plano da Direita internacional alinhada ao Capital internacional e instituições brasileiras conseguindo em 2004 em diante alijar o ex-ministro José Dirceu, então Chefe da Casa Civil de Lula porque, não fosse o Mensalão, ele teria sido o sucessor na presidência da República no lugar de Dilma Rousseff. Em sendo assim, a história do Brasil estaria completamente diferente.

Este é o resumo da cena histórica de 2003 para cá diante do personagem do PT com maior conhecimento e articulação na América Latina e diálogos internacionais de nome José Dirceu, agora se preparando para passar alguns dias em João Pessoa(PB) a partir deste dia 3, segunda-feira.

Na prática, quando Lula decidiu recusar incluir o Brasil na ALCA em 2003 escolhendo reforçar o Mercosul e passou a liderar os BRICS – à época não existiam Xi Jiping e Putin no tamanho de hoje – ainda liderando diálogos com a África, por esses e outros fatores o PT entrou na mira da Ultra Direita internacional porque não queriam ver “O Cara” desbancar os líderes do Ocidente.

Zé Dirceu atraiu a ira da Mídia porque com Luiz Guschiken inventou de fortalecer os veículos alternativos de comunicação e ainda tratar da Regulação da Mídia – motivo do ódio ao ex-ministro sob argumento pífio de afetar a liberdade de expressão, algo que inexiste onde a Regulação está consolidada, a exemplo dos EUA, Reino Unido, Europa, etc.

PUNIDO SEM PROVAS

Consta nos autos da AP – Ação Penal 470 com evidência as posições draconianas assumidas pelo então Procurador Geral da República, Roberto Gurgel, da mesma forma pelo presidente do STF, Joaquim Barbosa, declarando abertamente que não haviam provas contra Zé Dirceu, mesmo assim o condenavam sob argumento da teoria do Domínio de Fato porque ele sabia demais, cuja decisão rasgara os princípios do Direito.

Ressalte-se que Zé Dirceu na AP de Pizzolato teve o sigilo fiscal, bancário e telefônico quebrado envolvendo toda sua família e,ao final, depois de rigoroso levantamento sobre sua vida os autos apontam que nunca exercera ilegalidades, ao contrário, sempre se conduziu de forma exemplar.

Ainda na AP ficou comprovado que todas as campanhas publicitárias do Cartão VISANET pelo Banco Brasil – apontadas como fator de repasse de recursos do Mensalão para deputados – foram efetivamente cumpridas juntos aos veículos de comunicação, portanto, inexistiram desvios.

Mesmo assim, ele foi cassado pela Câmara dos Deputados e chegou a ser preso de forma absurda, como ficou comprovado no decorrer do processo o inocentando, pois inexistiam provas de dolo contra ele. Pagou o preço alto por ser um personagem de conhecimento, liderança e inteligência como poucos no exercício da política.

NA PARAIBA

Ele chega nesta segunda-feira na capital paraibana com familiares para rever amigos e dialogar com os vários atores do PT certamente a indicar avaliações sobre 2022.

Eis a síntese da nova fase da política nacional com efeitos na aldeia.


O Portal WSCOM não se responsabiliza pelo conteúdo opinativo publicado pelos seus colunistas e blogueiros.
Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.