Geral

Outra forma de burocracia

15/10/2003


Foto: autor desconhecido.

Havia, ontem, dentro das esferas do Governo paraibano um sentimento de leveza com a sanção do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração da Educação, em pleno dia do Professor.

A partir de agora, o que fora desejo lá atrás, passa a significar um aumento médio de 14% na folha de pessoal já em 2003 – isto é R$ 2,5 milhões/mês a mais.

Para ser librianamente justo, não dá para ignorar que a atitude do governador Cássio Cunha Lima se traduz em obrigação, portanto, o estágio alcançado ainda está aquém da norma pretendida pela categoria e ele próprio.

Só que, como todos estão carecas de saber, nem sempre as obrigações significam efetivo cumprimento, daí a atual implantação de agora chegar como elemento agregador, inclusive no bolso, gerando fato positivo com ou sem debate político à frente.

No contexto geral do funcionalismo, entretanto, chamou a atenção também do Colunista o incremento da eleição direta para escolha dos diretores das escolas públicas estaduais.

É o que a classe política, inclusive aliada, se contorce de raiva porque com a implementação desta norma pelo governador cai mais um sustentáculo do clientelismo e da indicação política.

Com o novo projeto, Cássio permite que as comunidades específicas escolham quem quer ver administrando cada unidade escolar com mandatos de dois anos pondo fim ao QI desvirtuado, ou seja o Quem Indica.

Aliás, distante da festa e das tapinhas nas costas, ontem, deu para pinçar um outro elemento que ainda vai dar muito o que falar nos bastidores, especialmente, na classe política, que é a composição do quadro de delegados nos diversos municípios respeitando o policial de carreira deletando de vez a existência de arapongas por força da indicação do político famoso.

A mídia, um tanto dispersa, nem deu evidência a um outro processo de condução do governo tratando de forma direta o Estatuto do Servidor – alvo de propostas modificatórias, sobretudo no trato de `gatilhos´ sistemáticos para crescimento continuo das remunerações de inúmeras categorias na Folha de Pessoal.

São instrumentos legais que passam a ser reexaminados, agora no ambiente da Assembléia Legislativa, com perspectivas de zoada intensa porque mexem com privilégios de setores e categorias.

Em síntese, o governador anda decidido a tocar cara a cara as matérias que dizem respeito ao funcionalismo sem medo de reação contrária. Por enquanto, pelo menos, a queda-de-braço travada por ele lhe faz vencedor tranqüilo nos embates na esfera do funcionalismo.
    
Ney com Maranhão
    
O senador Ney Suassuna se reuniu ontem, em Brasília, com o senador José Maranhão à quem disse abertamente que não abre mão de apoia – lo para a disputa a prefeito de João Pessoa pelo PMDB.
    
Noutro momento, contudo, afirmou que, se não Maranhão não for o candidato, ele encaminhará proposta para que o partido se alie ao Partido dos Trabalhadores na disputa da Capital, isto é, apóie o candidato Avenzoar Arruda.
    
Outra conversa
    
Maranhão revelou na conversa com Ney que o ex-presidente da Assembléia Legislativa, Gervásio Maia, está querendo pautar um encontro para tratar da questão da candidatura a prefeito da Capital.
    
Um deputado próximo de Ney disse, ontem, que ouviu do senador a informação de que não há outra hipótese de apoio a outro nome, afora o de Maranhão no partido.

-Entrar na disputa só de fachada não resolve – argumentou Ney.

Desbloqueio
    
Passava das 18 horas de ontem quando a presidente do Tribunal Regional Federal, desembargadora Margarida Cantalice, concedeu liminar mandando suspender a determinação da justiça federal na Paraíba de bloqueio de R$ 34 milhões da Prefeitura de João Pessoa.
    
A desembargadora disse no despacho que não houve dano nem superfaturamento na execução das obras, em face do uso de concorrências anteriores.
    
Pela metade
    
A reunião da bancada federal da Paraíba, ontem, para tratar de emendas comuns dos deputados e senadores terminou não registrando as presenças de cinco dos 12 parlamentares.
    
Convocada por Ney, o encontro para tentar harmonizar os interesses e emenda não obteve mais uma vez o consenso.    
Umas & Outras
    
… Uma consultora e um técnico do Sebrae foram barrados na sala de autoridades durante a Feira do Empreendedor e impedidos de tomar água mineral no ambiente.
    
… Na segunda-feira o superintendente Marcos Guedes disse aos funcionários que o vazamento da informação implicará em demissão sumária. Como vazou, agora é esperar no que vai dar.
    
… O Fenart vai às ruas dia 1º para mostrar que o espaço da arte tomou o caminho da aproximação com a sociedade.
    
… O doutor em Contabilidade e Controladoria da USP, Paulo Roberto Cavalcanti, está confirmado na I Convenção do segmento, a partir do dia 23.
    
… O empresário Stelo Queiroga foi eleito, ontem, presidente do Sinduscon/JB substituindo Gilson Frade.
    
… O presidente do TJ, Plínio Leite Fontes, transferiu para hoje as principais atividades em homenagem aos 112 anos do Judicário com direito a presença de ministro na programação.

…Na Academia Paraibana de Letras, o escritor Joacil de Brito Pereira, anunciou que já está enviando aos 39 membros da entidade via Correios, a cédula de voto para escolha do novo acadêmico na vaga do ex-governador Tarcísio Burity.

Última
    
` Nós também somos do mato/ como o pato e o leão…´

Leia outros artigos

Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.