Política

O novo momento de Azevêdo a exigir firmeza com diálogo diante da cultura do caos fabricado; “muitos querendo tirar a casquinha”

06/02/2020


O governador da Paraíba, João Azevêdo (Arquivo)

A Paraíba velha de guerra é a mesma de outros tempos: quando não havia problemas, alguém logo inventava. Sem tirar nem pôr, a presença do governador João Azevedo na atual conjuntura do Estado é elemento diferenciado para melhor, mesmo estando diante de vários fatores correlacionados buscando criar o caos, portanto, a inviabilidade do governo.

 

Na prática, o governo não poderia estar em melhores mãos como está com João, mesmo sabendo ele da necessidade de firmeza com diálogos permanentes porque na atualidade são muitos atores querendo “puxar a brasa para suas sardinhas” buscando assim, como disse, criar instabilidade.

 

IMPEACHMENT, POLÍCIA, FÓRUM DE SERVIDORES

 

O pedido de Impeachment do governador pela Oposição faz parte deste contexto de “cultura do caos”, mesmo que num regime democrático este seja um instrumento previsível, mesmo que contestado fortemente pela Base situacionista e pelo governo em si.

 

O deputado Walber Virgolino cumpre seu papel de reverberador da Oposição sem esconder sua tática de superexposição para disputar espaços de mídia com o apresentador Nilvan Ferreira, pré-candidato a prefeito de João Pessoa em plena campanha.

 

Assusta, ao mesmo tempo chega como advertência, a articulação das várias categorias a partir da Polícia Civil e do Fórum dos Servidores radicalizando até projetando greves visando a instabilidade do governo, que continua com limites orçamentários para atender as demandas. Nesse contexto, não pode perder as rédeas do curto dinheiro.

 

Lá na Torre, Maria Julia- minha mãe in memoriam- diria na bucha: “tem muitos querendo tirar a casquinha”.

 

NA BASE, MAIS ATENÇÃO

O governador precisa saber que na sua Base aliada não há problemas nem riscos de alteração do “status quo”, mesmo assim sua equipe de secretários precisa conviver melhor com os deputados e suas necessidades possíveis de atendimento sem precisar de muito tempo para encaminhamentos.

 

Além do mais, para seu contentamento estratégico, o presidente da Assembleia Legislativa, Adriano Galdino, é parceiro leal de primeira e todas as horas. Não fosse isso, o perigo seria imenso para azar do Estado.

 

UMAS & OUTRAS

 

…Para anotar: o vereador Bruno Farias, presidente do CIDADANIA, surpreende nas articulações e conhecimento de causa dos problemas e soluções para a cidade de João Pessoa.

 

…Noutro patamar, quem anda buscando se afirmar como pré-candidato do prefeito Luciano Cartaxo é o secretário Diego Tavares. Se movimenta muito.

 

…Nesse campo, quem também resolveu disputar a condição de candidato situacionista é o vereador Fernando Milanez Neto.

 

…O ex-presidente do PT, Charlinton Machado, se prepara para fazer pós em Lisboa.

 

ÚLTIMA

 

” Eu vi chover/ eu vi relampiar”

Leia outros artigos

Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.