Paraíba

Ítalo Kumamoto, nissei sertanejo, celebra 45 anos do Hospital Memorial S. Francisco superando obstáculos com foco e determinação para vencer


31/03/2021

Em tempo de Pandemia não se fala em outra coisa, que não seja na quantidade de óbitos há algum tempo chegando muito próximo da famílias e amigos. Impressionante! Não, mas nesta quarta-feira, 31 de Março de 2021, é preciso fazer um Parêntese e, com todo todo louvor ” tirar o chapéu” para os 45 anos do Hospital Memorial São Francisco – causa e efeito fantásticos em torno do visionário cardiologista internacional de nome Ítalo Kumamoto.

Tudo bem que não vai ter festa no estilo antigo de beijos e abraços, mas nada pode impedir que a sociedade paraibana comemore tamanha proeza produzida com determinação, empenho, resiliência e capacidade por este Nissei – filho de japoneses que fizeram de Princesa Isabel, no Sertão da Paraíba, a raiz e abrigo de vencedor da luta sem fim.

A VITÓRIA DO SABER E DA AMIZADE

Quando Ítalo chegou da pós-graduação em cardiologia pelo Hospital das Clinicas durante a implantação do INCOR, nos anos de 1974, ele enfrentou o” olhar de lado” de setores da medicina que não aceitavam tê-lo entrando nos hospitais para clinicar. Lá na Torre, a meninada chamava isso de inveja que mata.

Pois bem, sem espaços ele não teve outro caminho que não fosse montar sua própria clinica. E montou. Deu tanto certo que superou a quantidade de amigos que ia no seu consultório para saber quanto tempo ele iria precisar para fechar.

Mas não fechou e, como diria meu amigo Pinto do Acordeom – na condição de “Matuto Teimoso” resolveu montar um hospital. Saiu da Avenida Epitácio Pessoa para a Rua Rui Barbosa, no bairro da Torre, onde até hoje lhe abriga e trata na maior moral.

Mas, chegar aos 45 anos de realidade e referência foi preciso virar “das tripas coração” para superar todas as montanhas de problemas. Com os orientais do Inusitado e Iluminado saber do Japão, não quis dar ouvido, nem olhar de lado nem trocar bate-boca com ninguém pois se dedicou a provar que o sonho sonhado por vários termina sendo realidade pura, como é o Memorial São Francisco.

AMIGOS PARA SEMPRE

Da chamada Imprensa, Ítalo coleciona um ginásio do Cabo Branco de admiradores. Barbosinha, famoso “Good Life” (vida boa) foi o primeiro atraindo depois Nonato Guedes, Luiz Otávio e muitos da API.

Da sociedade propriamente dita não sei quantas vezes pelo consultório passavam Luciano Wanderley, Elísio Souto, Gumercindo Cabral, João Pereira Gomes, Vital do Rego, etc, todos devotos de Italo pela forma agradável de atender e saber tratar. Coisa de filosofia oriental aplicada no Ocidente.

Em síntese, 45 anos de vida profissional e empresarial superando todos os tipos de obstáculos só nos faz agradecer a Deus pela conquista e data sabendo que há ainda muito ainda o que fazer

Eis um exemplo de fé, profissional com resultados positivos e conquista.

Valeu!

Leia outros artigos

Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.