Walter Santos

Multimídia e Analista Político.

Política

Em tempo: recepção armada para Bolsonaro dia 16 pode ser estopim de confronto perigoso


10/02/2024

 

É uma questão apenas de tempo, mesmo assim com antecedência advertimos para a possibilidade real de confronto no próximo dia 16, em João Pessoa, quando anuncia-se a presença do ex-presidente Jair Bolsonaro para receber, conforme prenuncia-se, o Título de Cidadão Pessoense.

Vereador Junio Leandro (Foto: Rafael Andrade)

O fato é que diante do anunciado também está posto, a partir de iniciativa do vereador Junio Leandro, do PDT, autor de propositura considerando o ex-presidente “Persona Non Grata” que estará em curso mobilização dos Movimentos Sociais contestando a presença do Capitão.

São dois cenários que, não precisa ser cientista politico para identificar que o antagonismo das duas situações prospectam enfrentamento possivelmente físico, sobretudo porque os Bolsonaristas devem se servir da oportunidade para querer desagravar o ex-presidente diante de muitos fatos e provas levando-o à condição de mentor da tentativa de Golpe no Brasil, conforme as revelações em curso.

Ora, se os Bolsonaristas se servem da oportunidade para gerar solidariedade ao ex-presidente, isso implica em outra análise de conjuntura de confronto com a narrativa constitucional vigente que, na prática, acata as ações da Justiça e dos aparatos policiais nos processos em curso com base na lei, mas diante do segmento de ultra direita não aceitando e até podendo admitir uso da força, neste caso contra-producente, só atiça.

Para se ter uma ideia do perigo de confronto basta acessar mensagem do ex-ministro médico Marcelo Queiroga, pré – candidato do PL em João Pessoa. Disse ele nas Redes Sociais:

“Vamos receber Bolsonaro e mostrar que João Pessoa tá firme com o Capitão”.

Trocando em miúdos, ainda em tempo se faz prudente encarar e resolver este cenário de enfrentamento possível do dia 16. Com os possíveis ânimos à flor da pele não merecemos uma tragédia.

ARMANDO ROLEMBERG

Circula nas Redes, vídeo com pronunciamento corajoso e consistente do jornalista Armando Rolemberg em sessão no Senado Federal no qual ele, como diretor da ABI – Associação Brasileira de Imprensa – expõe diante dos senadores, inclusive Flávio Bolsonaro, que a trama da tentativa de Golpe tem um mentor responsável, o ex-presidente Jair Bolsonaro. Claro que ouviu agressões, mas se mantendo absolutamente firme.

Rolemberg foi coerente com sua história reconhecida de lutas pela Democracia.

ÚLTIMA

“O olho que existe/ é o que vê”


O Portal WSCOM não se responsabiliza pelo conteúdo opinativo publicado pelos seus colunistas e blogueiros.
Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
// //