Walter Santos

Multimídia e Analista Político.

Política

As andanças de Ricardo Coutinho anunciando candidatura ao Senado; efeitos e condicionantes em curso


20/07/2021

 

Nenhuma das lideranças políticas, nem mesmo os partidos dão eco, mas volta e meia o ex-governador Ricardo Coutinho ocupa espaços em emissoras de rádio reverberando seu posicionamento crítico em relação às ações contra ele, a partir do GAECO, sempre em tom questionador e, ainda, sua anunciada pré-candidatura ao Senado Federal.

Foi o que aconteceu em Sousa, na Rádio Progresso, no primeiro dia da semana sem que alguma liderança local ou estadual comentasse o fato.

Seja como for, não se pode ignorar a performance do ex-governador, mesmo que reverbera a narrativa de perseguição desmedida diante do Ministério Público e mais recentemente o TCE imputando condenações a incomodar sobremaneira a defesa de Ricardo. No caso do MP, o GAECO de limita a reafirmar ter inúmeras provas.

Qual o tamanho real dele em 2022 e, do ponto-de-vista legal, como ele superará duas condenações na instância máxima eleitoral, o TSE, tornando-o inelegível?

São situações envolvendo a questão da legalidade e o enfrentamento da narrativa sempre conduzindo com ele os efeitos danosos da Operação Calvário a lhe perturbar continuamente como a querer encobrir seu saldo de gestão singular.

Só que, a pergunta que não quer calar: qual o futuro do ex-governador?


O Portal WSCOM não se responsabiliza pelo conteúdo opinativo publicado pelos seus colunistas e blogueiros.
Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.