Walter Santos

Multimídia e Analista Político.

Paraíba

API resgata papel de protagonismo ao debater e construir Comitê para reaquecer Centro Histórico


01/12/2021

Quarta-feira de registro especial no rumo e história da Associação Paraibana de Imprensa, a partir de João Pessoa, ao pautar, debater e instituir um Comitê multicultural e representativo volta a reunir as iniciativas públicas e privadas visando redimensionar o Centro Histórico da Capital.

A rigor, existem muitos projetos e intenções mas a dados deste tempo atual o CH anda combalido, com mais de 200 empresas fechando seus negócios por falta de público e concorrência desleal, entre outros fatores, e uma grande população invisível de moradores de rua a apavorar os habitantes do lugar. É muito preocupante.

 

O jornalista Walter Santos se fez presente no evento. (Foto: divulgação/API)

 

PAPEL HISTÓRICO

Felizmente o presidente da API, Marcos Weric, vitaminado por diversos dirigentes Sá gestão, sobretudo, com Afra Soares no estímulo, enfim a entidade voltou a existir como articuladora de muita importância reunindo diversas instituições públicas e privadas num reaquecimento podendo redundar em muitos resultados positivos.

Há um clamor e uma disposição, a partir da Prefeitura de João Pessoa e do Governo do Estado, bem como dos demais organismos de construir uma nova fase do processo de reaquecimento do Centro Histórico. Tanto a PMJP quanto o Governo do Estado anunciam investimentos capaz de mudar o rumo do CH.

 

 

(Foto: divulgação/API)

 

CUIDAR DOS INVISIVEIS E DA HABITACÃO

A sociedade de uma forma geral abandonou toda a área histórica mas, com urgência, se faz necessário cuidar dos famintos, centenas de pessoas vadiando de lugar em lugar com fome, por isso urge resolver os desabrigados.

Tudo bem que tem necessidade de investimentos estruturais, mas a Habitação é outra prioridade fundamental para existência de vida decente no CH.

 

AS REGRAS PARA EXISTIR

O Ministério Público cumpre papel muito importante, da esma forma IPHAN e IPHAEP mas a Câmara Municipal e a Assembleia Legislativa – todos em sintonia – precisam discutir e ajustar como fez a Espanha, onde a parte histórica não impede a existência de equipamentos Modernos. Pode haver coesão de existência.

Além do mais sem estacionamento não existirá negócios auto sustentáveis por lá.

Por fim, resta torcer, apoiar e crer de que há um processo animador em torno do Centro Histórico.

Ainda voltaremos ao tema.

 

(Foto: divulgação/API)

 

LISTA DE PRESENTES

Deu para anotar, diversos representantes no debate. São eles:

– Jean Patrício – IHGP

– Marcus Alves – Funjope, representando o prefeito

-Eduardo Carneiro – ALPB

-Bruno Farias e Bosquinho – CMJP

– Berla Moreira Morais – Pró reitora de Extensão da UFPB

– Marcos Nóbrega- diretor de planejamento da Seplan- JP

– Gabriella Oliveira – diretora de arquitetura do IPHAEP

– Nivaldo Lins – CDL

– Tatiana Amaral – Associação Comercial

– Ruy Dantas – Abap-PB

– Gilson Frade – Sindusco

– Adriana Cavalcanti – Secretaria de Segurança

– Daniel Braga – OAB

– Pablo Fernandes – Sebrae-PB

– Diola Meira – Fiep

– Inise Machado

Omar Bhradley – procurador federal

– Walter Santos – Ex-presidente da API, fundador do ACERVO VIVO

 

ÚLTIMA

“O Olho que existe é o que vê…”


O Portal WSCOM não se responsabiliza pelo conteúdo opinativo publicado pelos seus colunistas e blogueiros.
Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.