Paraíba

A trajetória em mídia e cultura de Cardivando de Oliveira, maior referência do rádio e Carnaval de João Pessoa, sem igual


11/04/2021

Há uma justa e merecida torcida percorrendo cabeças, mentes e corações da cidade de João Pessoa em torno do significado, ao mesmo tempo história do antigão e mais expressivo nome do rádio paraibano vivo, da agitação cultural nos festejos juninos e, sobretudo do Carnaval tabajara atendendo pelo nome do líder da comunicação e cultura  Cardivando de Oliveira.

O caso é o seguinte: Cardi anda em franca recuperação no Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires depois de ter sofrido um AVC ( Acidente Vascular Cerebral) – coisa da vida e do tempo -, merecendo muita atenção dedicada por parte da equipe médica com todos torcendo pela sua merecida recuperação. Todos queremos ele de volta com plena saúde.

A FORÇA DO TALENTO

Cardivando de Oliveira é um fenômeno do universo radiofônico da Paraiba desde os primeiros passos na Arapuan AM na capital paraibana nos anos 60, a partir dos tempos de Otinaldo Lourenço, de onde consolidou a condição de âncora e showman por todo tempo até se transferir para a Rádio Sanhauá, também AM, onde conduz no seu histórico a última casa de seu valor incomum.

Sejamos franco: o estilo de Cardi conceitua o formato popular com diálogo direto e franco, como virou práxis no rádio, onde a opinião do ouvinte passou a ter peso e vez transformando o condutor do programa de rádio em âncora ao mesmo intérprete do interesse popular.

Trocando em miúdos, ele é na atualidade quem personaliza o rádio em estilo fartamente explorado com modelo tradicional diferente do que se pratica nos tempos atuais pelas novas gerações. Mas nada substitui sua qualidade.

O CARNAVAL E A CULTURA POPULAR

Cá pra nós, o ilustre filho do bairro da Torre, morador fiel na Rua Santa Júlia, sempre foi mesmo é carnavalesco de primeira linha, um fervoroso defensor das “quadrilhas juninas” – dois esteios de sua vida dedicada à cultura popular como um dos mais fervorosos defensores ao longo dos últimos 60 anos.

Ex-presidente da Federação Carnavalesca de João Pessoa, hoje como vice-presidente da Liga Caenavalesca ao lado do presidente Pedro Cândido, Cardivando é na prática a maior expressão viva com status de quem nunca se afastou dos festejos carnavalescos e das quadrilhas juninas.

É cultura popular densa, profunda e singular nos seus anos de dedicação, como inexiste na atualidade alguém com sua trajetória comprovada.

TORCIDA TOTAL

É por essas e outras que estamos solidários com ele e sua querida família.

Vai dar certo.

Leia outros artigos

Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.