Política

A onda reacionária

20/05/2020


Há uma ameaça de futuro sombrio para o nosso país em razão dessa onda reacionária que vem se alastrando. As posturas xenófobas, racistas, sexistas e de intolerância política, têm crescido na nossa sociedade. E o que é mais preocupante: entre os jovens. Estão chegando ao cúmulo de manifestarem um saudosismo da ditadura militar. Talvez porque não viveram a época e estão sendo doutrinados a ignorar o quanto atroz foi aquele período da nossa História. Os promotores dessa onda reacionária utilizam-se da tática de fazer com que o tempo corroa a memória coletiva.

O receituário noeliberal é a cartilha que a direita coloca à disposição dos que advogam teses conservadoras antisocialistas. A ideologia repressiva ganha força. Conquistas históricas estão sendo derrubadas sob o aplauso de uma parte da população. O desencanto com a política provoca um movimento buscou um salvador da pátria. E aí reside o grande perigo. Já fomos vítimas em passado recente dessa desesperada intenção de encontrar algo novo, aderindo a movimentos erráticos pautados na demagogia.

Entendem alguns que se faz necessária a prática fascista da política do “prendo e arrebento” como solução para os nossos problemas. Não percebem que nada de positivo acontece quando se está sob a mordaça do autoritarismo. Não são os fuzis e baionetas que mudarão nosso país, e sim a manifestação democrática expressa pelo voto. O atual presidente faz piada com a tragédia que se abate sobre os brasileiros, enlutando milhares de famílias que tiveram entes queridos vitimados pelo Covid-19. E há quem ria e aplaude essas sandices.

A retórica reacionária pretende desfazer politicas progressistas e a propagação de idéias renovadoras de alcance social. A criminalização da politica fortalece a intolerância. O pragmatismo destruindo pensamentos e valores. A lógica do Estado policial ganhando força, na ilusória campanha de combate à corrupção. Querem novamente estuprar a nossa democracia, como fizeram nos anos de chumbo da ditadura militar.

Para os reacionários não existe espaço para o bom senso, nem conseguem exercitar uma reflexão crítica dos fatos políticos. O trabalho sujo de boa parte da mídia é responsável por esse avanço da onda reacionária. Ela está “educando” para o ódio. A passividade como reflexo do efeito alienante estrategicamente desejado pela direita. É preciso despertar a esperança de cidadania, e retomar as bandeiras de luta em defesa da democracia, da liberdade e dos direitos sociais, como contraponto a essa “onda reacionária”.

Rui Leitão

Leia outros artigos

Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.