Paraíba

A lei 8.666 e os efeitos cruéis contra agentes públicos diante do esmagamento futuro das regras e fiscalizações

02/06/2020


Jornalista Walter Santos (Portal WSCOM)

Há algum tempo acompanhamos diversos casos em situações diferentes, ou seja, nos planos federal, estadual e municipal, de ex-dirigentes públicos tomados de processos passados, também em diversas áreas, produzindo tamanhos estragos que, em face dos exageros, possivelmente jamais estas pessoas devam se envolver mais com o Serviço Público.

Um exemplo clássico deste pesadelo, que é ser ordenador de despesas, pode ser dimensionado na pessoa ilustre do ex-reitor Jáder Nunes, pois passou seus últimos anos respondendo inquéritos e mais inquéritos em face da gestão na UFPB, mesmo sendo homem de classe média, de poucas posses e de notória idoneidade. No dia em que sofreu infarto fulminante tinha acabado de receber mais uma intimação.

EXAGEROS

Há informação circulante no Brejo paraibano que o prefeito afastado de Guarabira, Zenóbio Toscano, às vésperas de ser acometido de AVC, recebera decisão de promotora da cidade mandando bloquear todos os seus bens conquistados com muito suor e luta por conta de um contrato da Prefeitura.

O que fazem com Márcia Lucena, uma gestora de nível muito especial e reformula como nunca se viu em Conde, é absurdo de conviver.

Sabemos de um caso mais atual, esse de um ex-dirigente famoso em João Pessoa que precisou vender um apartamento para custear as contas de advogados por conta de obras comandadas por terceiros, mas que não lhe pouparam de forma nenhuma.

QUEM SE HABILITA

É esta realidade que permeia a realidade política e pública sabendo-se de antemão que raríssimos serão os homens e mulheres públicos a não responder por inúmeros processos judiciais. em sequência demorada, pelo simples fato de exercerem um cargo público.

Sabendo-se ainda que os técnicos responsáveis pelas instituições fiscalizadoras nos três níveis já tratam os gestores públicos como suspeitos de corrupção.

Se tudo isto é verdade, impressiona a coragem de mamar em onça que muitos ainda têm de assumir cargo público. Um horror!!!

MOBILIZAÇÃO CULTURAL

Há muita gente engajada junto aos deputados estaduais e, no âmbito federal, perante os senadores para a sequência mais rápida possível da aprovação e execução do Apoio Emergencial ao segmento da Arte e da Cultura na Paraíba.

É hora de unidade entorno deste segmento da vida paraibana.

Leia outros artigos

Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.