Política

A abertura dos trabalhos na Assembleia Legislativa, a harmonia entre Poderes e os muitos desafios de gestão em 2020

05/02/2020


Enfim, estamos diante de novo ano legislativo com a abertura dos trabalhos presididos pelo deputado Adriano Galdino diante da presença serena e futurista do governador João Azevedo e do presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Márcio Murilo, todos precisando conviver com pautas e agendas as mais diversas, algumas de tensão à vista.

No caso da abordagem em tela são três situações distintas com responsabilidades diversas, mas com vários problemas para resolver a partir das demandas sempre crescentes e a receita aquém do tamanho das aspirações.

O DRAMA DO EXECUTIVO

Na Assembleia Legislativa sob o comando do presidente Adriano Galdino muitos debates e necessidades de enfrentamento de temas polêmicos exigem do Executivo habilidade e firmeza para compatibilizar as matérias, a exemplo da Reforma da Previdência com conflitos à vista envolvendo todos os Poderes e segmentos sem ninguém querer perder espaços.

É só um exemplo do Ano difícil porque a Previdência do Estado acumula déficit anual, agora acima de R$ 2 Bilhões, só que essa conta ninguém quer dividir e se isso não acontecer em breve não haverá dinheiro para pagar os aposentados e pensionistas.

Só que, como engenheiro e gestor responsável o governador vai precisar se deparar para resolver de vez este antigo e grave problema, cuja bomba de problemas só tende a estourar. É preciso gerar receita à altura da demanda e responsabilidade sob pena de não haver pagamento futuro por falta de Caixa.

O fato é que o ano começou pra valer a partir desta quarta-feira na cidade de Nossa Senhora das Neves.

Leia outros artigos

Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.