Paraíba

Cícero Lucena abre atividades do Dia Mundial da Limpeza na orla de João Pessoa


16/09/2023

Portal WSCOM

 

 

O prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena, deu o pontapé inicial em uma grande ação de limpeza que a prefeitura está realizando neste sábado (16), nos 24 quilômetros de praias da Capital, de Gramame ao Bessa. A ação é alusiva ao Dia Mundial da Limpeza e conta com a participação de mais de 700 voluntários da sociedade, como organizações não-governamentais, escolas, projetos de universidades e empresas privadas.

“Nada melhor do que através da Educação, educando os nossos jovens na sua formação, mostrando a importância do meio ambiente, o quanto ele contribui para a qualidade de vida da gente. O quanto é importante para a preservação, inclusive do ser humano, nós vamos conquistar isso. A Prefeitura tem essa consciência e os nossos atos vão nesse caminho. Até porque, um pequeno exemplo, mas que representa muito”, destacou o prefeito Cícero Lucena.

A Secretaria de Meio Ambiente (Semam), com o apoio da Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur), coordenou as atividades em João Pessoa, dentro da plataforma Limpa Brasil, que acompanha um trabalho realizado em 191 países. Foi feita uma catação simbólica de resíduos em toda a extensão da faixa de areia para mostrar à população os danos do descarte irregular de resíduos.

A Emlur, que realiza serviços diários de limpeza urbana, participou com o apoio dos servidores e disponibilizou luvas e sacolas para a catação dos resíduos jogados na areia. “A limpeza da cidade depende não só do trabalho da Emlur, mas da consciência da população em adotar os hábitos do descarte correto de resíduos e fazer a devida separação entre o que é reciclável. A mudança de costumes é que vai assegurar a sustentabilidade do meio ambiente, e esse é o nosso compromisso”, afirmou o superintendente da Emlur, Ricardo Veloso.

O secretário de Meio Ambiente, Welison Silveira, enfatizou a necessidade da participação popular, destacando o envolvimento de mais de 700 voluntários. “Fizemos essa articulação com uma rede de parceiros para mobilizar a sociedade nessa ação não só de limpeza, mas de cidadania. Tivemos também nossa embaixadora-mirim, a influenciadora digital Mavi, nos ajudando nessa jornada”.

As atividades foram realizadas em três pontos de apoio: na praia do Bessa, em frente ao Caribessa, na praia do Cabo Branco, no cruzamento das avenidas Monsenhor Odilon Coutinho e Beira Rio, e no limite entre as praias do Seixas e Penha, na Praça dos Quiosques, na Rua dos Pescadores.

O grupo de percussão da Emlur, Baticumlata, se apresentou em um palco montado nas areias do Cabo Branco, chamando a atenção dos frequentadores da praia para o som dos batuques e as letras que tratam da preservação ambiental.

Participação jovem – A estudante do IFPB Gabriela Mota integra o projeto Guardiões do Mar e estava animada em participar do Dia Mundial da Limpeza pela primeira vez. “Espero que, todos juntos, possamos contribuir para a preservação do meio ambiente”, contou. Segundo ela, sempre que vem à praia e consome comida e bebida, faz o descarte correto nos coletores, como papeleiras e contêineres.

O escoteiro mirim Felipe Dias, de 9 anos, também participou pela primeira vez da ação. Ele pegou uma das sacolinhas distribuídas aos voluntários para fazer a catação e disse que “quer ajudar a natureza”. Mas deixou um recado para a mãe que, depois do trabalho, vai dar um mergulho no mar. “A ideia é unir o útil ao agradável”.

Ciência – A bióloga Maria do Céu Pessoa é uma das coordenadoras do Projeto Casa da Ciência da UFPB, um espaço de divulgação científica e educação ambiental. Ela e os voluntários prestaram informações aos frequentadores da praia sobre o material biológico para que as pessoas tenham mais conhecimento sobre a biodiversidade .

“Aproveitamos a visibilidade do evento para buscar o apoio da coletividade. A partir do conhecimento, a população pode estar mais engajada à causa”, comentou a também bióloga do projeto, Jéssica Prata.

A professora Cláudia Cunha coordena o projeto Mares Sem Plástico, da UFPB, que também participou do evento. “Fazemos o trabalho de conscientização durante todo o ano, trabalhando a questão do descarte correto de resíduos e do impacto do plástico no mar e viemos dar nosas contribuição na manhã deste sábado”, explicou.

Limpeza da orla – Diariamente, os agentes da Emlur fazem a catação na faixa de areia a partir das 5h. O serviço é realizado pela manhã e à tarde, na extensão da praia do Bessa até Barra de Gramame. A coleta de resíduos na faixa de areia também é realizada com a utilização de um trator saneador de areia.

Já a varrição é realizada nos três turnos, todos os dias, na extensão do Bessa até a praia dos Seixas. A coleta dos resíduos produzidos na orla é feita diariamente pelos caminhões compactadores.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
// //