Brasil & Mundo

China responde pedido de governadores do Nordeste e sinaliza positivo em ajuda contra o coronavírus: “vamos esforçar por isso”

No pedido de ajuda à China, feito por meio de um ofício assinado pelo governador da Bahia, Rui Costa (PT), em nome do Consórcio Nordeste, os governadores pedem a colaboração do governo chinês “por meio do envio de materiais médicos, de insumos e de equipamentos”. 

21/03/2020


Na imagem Yang Wanming/Foto: Getty Imagens

Após os governadores nordestinos pedirem apoio da China para combater a pandemia do coronavírus na Região, o embaixador chinês no Brasil, Yang Wanming, disse que o país asiático irá “se esforçar” para atender a solicitação.

No pedido de ajuda à China, feito por meio de um ofício assinado pelo governador da Bahia, Rui Costa (PT), em nome do Consórcio Nordeste, os governadores pedem a colaboração do governo chinês “por meio do envio de materiais médicos, de insumos e de equipamentos”.

“Sr. governador, já recebemos a sua mensagem. Vamos esforçar por isso”, postou Wanming nas redes sociais.

O pedido do Consórcio Nordeste e a resposta do embaixador acontecem em meio à uma crise diplomática criada pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) que acusou a China de ser a responsável pela pandemia mundial relacionada ao novo coronavírus.

A China respondeu duramente a acusação e exigiu uma retratação pública por parte do parlamentar. Pouco depois o chanceler Ernesto Araújo emitiu uma nota endossando o ataque de Eduardo Bolsonaro onde afirmou ser “inaceitável” que o embaixador da China compartilhe mensagem ofensiva ao chefe de Estado e aos seus eleitores”, em referência uma postagem feita por Wanming citando Bolsonaro como “grande veneno deste país”.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.