Política

Cássio confirma dividas na PMCG; para Vital querem desconstruir imagem de Vené

Divergentes


16/01/2013

Os senadores Cássio Cunha Lima (PSDB) e Vital do Rego Filho (PMDB) falaram sobre as acusações que estão sendo feitas pelo prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), e seus aliados ao ex-prefeito Veneziano Vital (PMDB) de que ele teria deixado um rombo financeiro na prefeitura. Cássio confirma as acusações, mas Vital diz que não passa de pirotecnia promovida pela “mídia oficial”.

De acordo com o senador Vitalzinho, seu grupo já esperava que passada a eleição e terminado o mandato de Veneziano, ele sofreria esse tipo de ataque, numa tentativa de desconstrução da sua imagem.

“Isso não passa de pirotecnia da mídia oficial, Campina Grande precisa é de um governo, o governo já começou e eles poderiam está governando. Veneziano fez mais de três mil obras em Campina, nós temos um parâmetro para comparar com o passado e com o futuro. Veneziano tem uma história de vida proba, integra e honesta”, declarou o peemedebista.

Vitalzinho disse ainda que o intuito dos ataques é desconstruir o a imagem de bom administrador de Veneziano. “Como único candidato da oposição é claro que a mídia oficial ia tentar desconstruir sua imagem”.

Já Cássio confirmou que a situação na Prefeitura de Campina Grande é muito complicada e rechaça a tese de Vitalzinho de pirotecnia. “Vocês da imprensa podem ir a prefeitura, podem ir ao Tribunal de Contas e ver quais são as verdades dos números”, destacou.

Cunha Lima disse ainda que todos os dados constam da “escrita pública, da contabilidade que é do conhecimento de todos”.

 



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
// //