Geral

Caso Padre Zé: escândalo que envolve Padre Egídio é destaque no Fantástico da TV Globo neste domingo


19/11/2023

Padre Egídio de Carvalho Neto era diretor do Hospital Padre Zé (Foto: Divulgação/Paróquia Santo Antônio de Lisboa)

Redação/Portal WSCOM



O padre Egídio de Carvalho, da Arquidiocese da Paraíba, está sendo investigado como suposto chefe de um esquema de desvio de recursos e doações destinado ao Instituto São José, responsável pela administração do Hospital Padre Zé e da Ação Social Arquidiocesana (ASA), ambos localizados em João Pessoa. A matéria sobre esse caso será destaque no programa Fantástico da TV Globo neste domingo (19).

O padre participou de uma audiência de custódia no Fórum Criminal, em João Pessoa, na tarde da última sexta-feira (17), onde teve sua prisão preventiva mantida pelo juiz André Carvalho. Devido ao seu curso superior, ele foi encaminhado para o Presídio Especial no bairro Valentina Figueiredo na capital do estado.

O juiz André Carvalho, que estava de plantão e presidiu a audiência, também determinou o destino de outras duas pessoas cujas prisões foram cumpridas na mesma sexta-feira. Amanda Duarte teve sua prisão domiciliar mantida devido à presença de um filho de quatro meses, enquanto Jannyne Dantas teve prisão domiciliar e foi encaminhada ao Presídio Feminino Júlia Maranhão, também em João Pessoa.

As prisões de Padre Egídio, Amanda Duarte e Jannyne Dantas foram decretadas pelo desembargador Ricardo Vital, do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), atendendo à solicitação do Ministério Público estadual. As investigações indicam que o padre é suspeito de liderar um esquema de desvio de recursos e das destinadas ao Instituto São José, responsável pela gestão do Hospital Padre Zé e da Ação Social Arquidiocesana (ASA), ambos em João Pessoa.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
// //