Esporte

Campeão antecipado na Rússia, paraibano Douglas Santos ergue a taça após mais uma vitória do Zenit

Time de São Petersburgo derrotou o Sochi nesta quarta-feira e fez a festa ao lado da torcida na Gazprom Arena

08/07/2020


Foto: Douglas Santos com a medalha de campeão russo ao lado da esposa e da filha (divulgação Zenit FC)

Portal WSCOM



O Zenit conquistou a edição 2019/2020 do Campeonato Russo com quatro rodadas de antecipação no último domingo, mas somente nesta quarta-feira o time de São Petersburgo pôde erguer a taça e receber as medalhas de campeão. A festa foi realizada após a vitória de virada por 2 a 1 sobre o Sochi, em partida realizada na Gazprom Arena, na cidade de São Petersburgo.

Um dos principais nomes da excelente campanha, o lateral Douglas Santos era um dos mais animados durante a cerimônia, em que atletas e integrantes da comissão técnica tiveram que usar máscaras no centro do gramado.

“No domingo comemoramos bastante quando ganhamos lá em Krasnodar e garantimos o título antecipado, mas a festa só é completa com a taça, a medalha e, principalmente, com a presença do torcedor em nosso estádio. Hoje (quarta-feira) tudo isso aconteceu e agora já posso me considerar oficialmente campeão (risos)”, declarou o brasileiro.

QUINTA VITÓRIA APÓS A RETOMADA

O triunfo sobre o Sochi foi o quinto consecutivo do Zenit após a retomada do campeonato, que foi interrompido em março e só teve sequência em meados de junho, por conta da pandemia do novo coronavírus.

Nas 27 rodadas já disputadas, a equipe de São Petersburgo obteve 20 vitórias e cinco empates, sofrendo apenas duas derrotas. A equipe apresenta também o melhor ataque, com 57 gols marcados, e a defesa menos vazada, somente 15 vezes.

“Essa temporada foi anormal, com uma pandemia que paralisou o esporte no mundo todo. Mas de uma coisa ninguém tem dúvida: o Zenit fez uma campanha muito superior à dos seus rivais e conquistou o título russo com todos os méritos. Todos estão de parabéns”, concluiu Douglas Santos.

CAMPEÃO OLÍMPICO COM A SELEÇÃO

Paraibano de João Pessoa, Douglas dos Santos Justino de Melo nasceu no dia 22 de março de 1994. Formado nas categorias de base do Náutico, o habilidoso lateral foi promovido ao elenco principal com apenas 17 anos de idade. Em 2012, após excelentes atuações no Campeonato Pernambucano e no Brasileirão, foi eleito a principal revelação do clube na temporada.

No ano seguinte, Douglas iniciou sua trajetória no futebol internacional, sendo contratado pelo Granada, da Espanha, e logo em seguida pela Udinese, da Itália. Em 2014, retornou ao Brasil para vestir a camisa do Atlético Mineiro, pelo qual disputou mais de 100 jogos, marcou quatro gols, sagrou-se campeão estadual e da Copa do Brasil e foi eleito para a seleção do Brasileirão no ano seguinte.

Sua excelente trajetória no Galo despertou o interesse do Hamburgo, que o contratou em agosto de 2016. Três anos depois, acertou transferência para o Zenit São Petersburgo, clube russo que investiu 15 milhões de euros em sua contratação.

O talento desde jovem fez com que o lateral sempre fosse lembrado para vestir a camisa da Seleção Brasileira, sendo convocado para as categorias sub-20, sub-21 e sub-23. Foi titular em todas as partidas da campanha da conquista inédita da medalha de ouro olímpica em 2016, no Rio de Janeiro. No mesmo ano, estreou pela equipe principal, integrando o elenco na disputa da Copa América Centenário.

Maurilio de Almeida

Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.