Eventos

Campanha traz atrações culturais para crianças e adultos neste sábado, dia 31

McDia Feliz


31/08/2013

 O McDia Feliz 2013, maior campanha de mobilização nacional em prol ao combate ao câncer infantojuvenil, acontece hoje, 31 de agosto, em todo o Brasil. Na Paraíba, a campanha vai reverter toda a arrecadação obtida com a venda dos sanduíches Big Mac (exceto alguns impostos), vendidos separadamente ou na McOferta, para a Associação Donos do Amanhã, uma instituição sem fins lucrativos que trabalha junto às crianças e adolescentes com câncer de todo o estado, que fazem tratamento em João Pessoa.

 

Durante todo, atrações vão se revezar nos restaurantes da rede para estimular os consumidores, crianças e adultos a participarem da campanha. Em João Pessoa, a rua lateral ao restaurante da Av. Ruy Carneiro será fechada pela STTrans, onde será montado um grande palco. A abertura do evento acontece às 9h30.

 

Vários espetáculos estão confirmados. As apresentações começam às 10h00 com a peça infantil Scooby Doo, seguida da apresentação do Palhaço Malukinho e Banda Ozorno, às 11h15 e Anjos da Enfermagem, a partir das 12h30.

 

A apresentadora infantil Raissa Aranha sobe ao palco às 13h15. Em seguida se apresentam André Correia, às 14h15, e a Trupe Tel Pastel, às 15h30.

 

As atrações musicais começam a partir das 16h45 com os sertanejos Paulo Sérgio, Daniel e Priscilla. Às 18h, haverá a apresentação do cantor Beto Brito e, às 19h15, o rock de Johnny. A noite será encerrada com o forró da banda Menina Amostrada, a partir das 20h30.

 

Além dos eventos no palco principal, as tendas dos parceiros também estarão cheias de atrações. Durante todo o dia serão realizadas brincadeiras, apresentações, distribuição de balões com gás hélio, espetáculos e atividades educativas e de recreação com o público. A criançada poderá se divertir também em camas elásticas e piscina de bolas.

 

O movimento Doe Sangue PB fará uma ação social, levando crianças de um orfanato para o evento, além de disponibilizar recreadores, que farão várias atividades com as crianças. Um carro do Hemocentro estará disponível para coleta de sangue e cadastramento para doação de medula. Todas as atrações são gratuitas e abertas ao público. (Veja abaixo a programação completa).

 

Para contribuir com as crianças e adolescentes com câncer, basta comprar um Big Mac, em qualquer loja do McDonald’s em João Pessoa ou Campina Grande. Os tíquetes antecipados do sanduíche poderão ser trocados e são válidos, também, para a McOferta, desde que o cliente complete o valor. Além dos sanduíches Big Mac, estarão à venda artigos como camisetas e adesivos, que vão reforçar a arrecadação.

 

PROGRAMAÇÃO

 

Horário

Atração

Descrição

09:30

Abertura

Voluntários

10:00

Peça Scooby Doo

Teatro Infantil

11:15

Palhaço Malukinho

Banda Ozorno

Animação

Rock

12:30

Anjos da Enfermagem

Animação

13:15

Raissa Aranha

Musical

14:15

André Correia e banda

Música Instrumental

15:30

Trupe Tel Pastel

Animação

16:45

Paulo Sérgio, Daniel e Priscilla

Sertanejo

18:00

Beto Brito

MPB

19:15

Johnny

Rock

20:30

Menina Amostrada

Forró

 

Além de várias participações especiais. Toda a programação é gratuita e aberta ao público.

 

 

McDia Feliz na Paraíba

 

Desde 2003, o McDia Feliz na Paraíba arrecadou recursos para construir e equipar os setores ambulatorial e de internação da Ala Infantil do Hospital Napoleão Laureano (HNL), proporcionando mais qualidade de vida aos pacientes e seus familiares.

 

Este ano, o valor arrecadado será destinado para construção da sede da Associação Donos do Amanhã, entidade civil, sem fins lucrativos, que trabalha junto às crianças e adolescentes portadores de câncer de todo o estado, que fazem tratamento em João Pessoa. A ONG atende cerca de 220 crianças carentes, dando apoio social, custeando exames e remédios, doando cestas básicas enriquecidas, latas de leite, suplemento alimentar, fraldas descartáveis, ajuda de custo para pacientes que vão a outro estado para realizar transplante de medula, além de oferecer almoço para as crianças e seus acompanhantes nos dias de tratamento ambulatorial.

 

“Precisamos ter uma sede própria para oferecer uma melhor qualidade de vida às crianças em tratamento, para que possam se recuperar mais rapidamente. Com uma alimentação balanceada, acesso a remédios e exames de alta complexidade, elas têm condições de lutar com mais força contra essa doença”, ressalta Andréa Gadelha, presidente da Associação Donos do Amanhã e médica oncopediatra.

Segundo ela, no ano passado, o Hospital Laureano registrou cerca de cem novos casos de câncer infantil no estado. Mas, cerca de 70% das neoplasias infantis são curáveis, se diagnosticadas precocemente. “O diagnóstico precoce da doença e o acesso aos serviços de média e alta complexidade são decisivos para garantir o tratamento adequado, a sobrevida e a cura do paciente” destaca.

“O McDia Feliz na Paraíba tem ajudado muitas crianças a terem um tratamento de qualidade e isso só acontece graças ao apoio dos voluntários, das empresas parceiras, dos funcionários do McDonald’s e de toda a sociedade”, garante Andréa Gadelha.

 

Transformação na luta contra o câncer infantojuvenil

A articulação de ações entre diversas instituições, entre elas o Instituto Ronald McDonald e a Associação Donos do Amanhã, transformou o tratamento do câncer infantojuvenil em um dos maiores exemplos de sucesso na oncologia brasileira nas últimas décadas. Hoje, no Brasil, o índice de cura pode chegar a 85%, desde que diagnosticado precocemente e tratado adequadamente.

 

Segundo a oncopediatra do Hospital Napoleão Laureano, Andréa Gadelha, o diagnóstico precoce da doença e o acesso aos serviços de média e alta complexidade são decisivos para garantir o tratamento adequado, a sobrevida e a cura do paciente. “Cerca de 70% das neoplasias infantis são curáveis, se diagnosticadas precocemente, o que aumenta a sobrevida do paciente, e reduz o tempo de tratamento, gerando menos sofrimento para a criança e menos gastos para o governo”, exemplifica.

 

Apesar dos avanços, o câncer ainda é a primeira causa de morte por doença na faixa de 5 a 19 anos. Por isso é tão importante continuar os esforços para implantar uma rede ampla e eficiente de tratamento e apoio.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
// //