Política

Câmara de João Pessoa rejeita voto de repúdio a Lula por comparação entre Gaza e Holocausto

A decisão ocorreu durante a sessão realizada nesta quinta-feira (22) no plenário da Casa Napoleão Laureano.


22/02/2024

(Foto: Reprodução/YouTube CMJP)

Portal WSCOM



Os vereadores da Câmara de João Pessoa rejeitaram, por maioria, o voto de repúdio a Lula proposto pela vereadora Eliza Virgínia (PL), em decorrência de suas declarações que compararam a situação em Gaza ao Holocausto. A decisão ocorreu durante a sessão realizada nesta quinta-feira (22) no plenário da Casa Napoleão Laureano.

A vereadora Eliza Virgínia, autora do requerimento, argumentou a favor do voto de repúdio, sustentando que o presidente Lula cometeu um crime nas relações internacionais ao fazer uma comparação entre Israel e os Nazistas da Segunda Guerra Mundial. Ela considerou inaceitável tal declaração, afirmando que Lula deve ser responsabilizado pela comparação.

“É inadmissível um presidente da república fazer uma declaração tão grave como essa. Ele deve ser punido pela comparação que fez, gerando um revolta em milhares de pessoas no Brasil e no mundo”, declarou a vereadora.

Por outro lado, o vereador Bruno Farias, líder da bancada de situação do governo no parlamento, condenou a fala do presidente Lula, destacando que João Pessoa não deve aprovar um voto de repúdio contra um parceiro da Paraíba. Embora critique a comparação feita por Lula, Farias ressalta que o presidente é um aliado da cidade e tem contribuído para o bem-estar da população do estado.

“O Presidente Lula não errou ao criticar a tragédia humana em Gaza. O erro foi fazer a comparação da matança de judeus por Hitler. Mas não podemos fazer isso contra Lula. Ele é um parceiro de João Pessoa e sempre vem ajudando o povo paraibano”, disse Bruno Farias.

Confira a votação:

 



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
// //