Política

Bruno Roberto chama de “oportunistas” quem se mantêm em aliança com Bolsonaro e João Azevedo ao mesmo tempo


13/07/2021

Da redação/Portal WSCOM

O pré-candidato ao Senado, Bruno Roberto (PL), criticou, nesta terça-feira (13), os políticos paraibanos que apoiam o presidente Jair Messias Bolsonaro (sem partido) e mantêm aliança com o governador João Azevêdo (Cidadania). Para Bruno, eles não passam de “oportunistas”, onde afirma que o mesmo apoio aos dois gestores “são absolutamente incompatíveis”.

“Quem conhece a nossa história sabe que não adotamos posições dúbias. É preciso ter coragem para assumir um posicionamento alinhado, tanto no Governo Federal, e que isso se irradie nos entes subnacionais. Me parece que há um certo caráter de oportunismo, sabe-se lá por quais razões, de que alguns ocupam espaços privilegiados pelo Governo Federal e também ocupam situação de subordinação frente ao Governo do Estado, coisas que são absolutamente incompatíveis, que não é o nosso caso”, declarou em entrevista a rádio Correio FM.

Bruno Roberto também saiu em defesa do nome do ex-prefeito de Campina Grande e presidente do PSD na Paraíba, Romero Rodrigues, para disputar o cargo de governador da Paraíba no próximo pleito.

Ele apontou ainda que moeda de troca para o apoio do PL é ter espaço na chapa majoritária que garanta a sua pretensão de disputar um cargo no Senado Federal nas eleições de 2022. “É essencial que nós tenhamos esse espaço assegurado para disputar a cadeira no Senado Federal”, disse o pré-candidato.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.