Policial

BPTran e SEMOB – JP juntos apreendem 44 veículos, multa 85 e flagra menor dirigi

Em conjunto


12/03/2013



{arquivo}Durante todo o dia dessa segunda-feira (11), policiais militares pertencentes ao BPTran (Batalhão de Trânsito da Paraíba) e Agentes de fiscalização da SEMOB (Secretaria de Mobilidade Urbana) da cidade de João Pessoa-PB, realizaram uma mega operação de fiscalização de trânsito para coibir a prática de transporte ilegal de passageiros. As ações aconteceram nos bairros Cruz das Armas e Valentina Figueiredo ambos na zona sul da cidade de João Pessoa.

Ao final das ações 25 veículos de diversas marcas e modelos foram apreendidos e recolhidos ao pátio do DETRAN (Departamento Estadual de Trânsito), todos por apresentarem falhas na documentação. 85 motoristas foram notificados por cometerem infração de trânsito, e um deles foi flagrado dirigindo sob efeito do álcool, se negou a realizar o teste de alcoolemia e foi multado no valor de R$ 1.915,30, e ainda terá seus direito de dirigir suspensos por 12 meses. Caso ele venha a reincidir na infração dentro do prazo de um ano, a multa será duplicada e o valor chegará a R$ 3.830,60.

Ainda na operação um menor de idade foi flagrado dirigindo veículo automotor, foi conduzido com seu tutor e apresentado na delegacia especializada do menor e adolescente para procedimentos jurídicos. Também nas ações de fiscalização agentes da SEMOB apreenderam cinco veículos que realizavam transporte clandestino de passageiros.

Mototaxista e motofrentistas

Desde o dia 1º de março que o BPtran-PB vem realizando blitz educativas para orientar mototaxistas e motofrentistas, sobre as mudanças implantadas pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Dentre as modificações, está a exigência de que os condutores passem por um curso de capacitação, conforme previsto na Resolução 350/2010, e ainda, apresentação de equipamentos obrigatórios no veículo, além da utilização da placa na cor vermelha.

Após 30 dias, a fiscalização vai atuar na apreensão dos veículos dos condutores que insistirem em transitar sem a passagem pelo curso exigido pelo Contran. Caso o mototaxista ou motofrentista não se adapte tanto a participação do curso, quanto aos equipamentos exigidos nos veículos, será multado e terá sua motocicleta apreendida.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
// //