menu

Futebol

23/01/2013


Botafogo tenta imitar marcação do Barça

Inspiração

 O técnico Oswaldo de Oliveira tenta implementar no Botafogo a mesma filosofia vencedora do Barcelona. O treinador orienta os atletas a fazerem uma marcação por todo o gramado sem deixar que o adversário consiga trocar muitos passes. A tática é utilizada pela equipe de Messi e, para ser efetivada no Alvinegro, teve que contar com uma espécie de ‘sacrifício’ dos apoiadores.

Andrezinho diz que o Barcelona é utilizado como exemplo a todo instante pelo treinador durante os treinamentos. Segundo o meia, Oswaldo valoriza o talento individual de cada atleta, mas pede que haja uma entrega na marcação para que a bola volte a ficar nos pés do Botafogo o quanto antes. O objetivo é dominar a partida e comandar as principais ações ofensivas.

“Uma das coisas que o Oswaldo mais pede é quando perdemos a bola. A qualidade ele fala que é um dom que temos e que devemos ousar mesmo. Mas sem a bola, temos que marcar forte. Ele sempre dá o exemplo do Barcelona. Todos veem os caras jogando com a bola, mas quando eles perdem, fazem essa marcação pressão. O segundo tempo, pelo desgaste e pouco tempo de preparação, não conseguimos repetir essa pegada. Poderá ser o nosso diferencial na temporada”, disse.

Outro ‘sacrificado’ é Lodeiro. O uruguaio diz que culturalmente tem o hábito de marcar e que o pedido não é uma novidade em sua carreira. Segundo o camisa 14, o Botafogo tem como características os passes curtos e rápidos. Durante o primeiro tempo contra o Duque de Caxias, o Alvinegro teve grande atuação e marcou os três gols do confrontos, além de desperdiçar grandes oportunidades.

“Sempre tento me movimentar e ajudar meus companheiros. Tento achar alguém para fazer triangulações. Me movimento bastante, é meu estilo de jogo. Tenho ficado cansado, mas tento melhorar ainda mais para correr e ajudar os companheiros. A marcação está sendo feita com muita eficiência e exige bastante dos atletas”, afirmou.

“A preparação que tivemos em Saquarema foi muito boa. Tudo o que foi feito até aqui fez com que me sentisse bem dentro do jogo. O trabalho físico é chato, mas importante, pois acrescenta muito. Com esses treinamentos conseguimos fazer uma marcação bem forte, como foi contra o Duque de Caxias”, acrescentou.

O Botafogo volta a campo nesta quinta-feira, às 17h, quando enfrentará o Bangu, em Moça Bonita. Na estreia do Campeonato Carioca, o Alvinegro venceu o Duque de Caxias, por 3 a 0, no Engenhão.