Futebol

Bota-PB brilha no primeiro tempo e vence o Atlético mesmo após apagão

2 a 1


08/02/2013

Foram dois tempos completamente diferentes no Estádio da Graça, em João Pessoa. Um primeiro em que o Botafogo-PB, líder isolado do Campeonato Paraibano, fez jus à sua condição de melhor time da competição até aqui e envolveu o adversário, fez dois gols e ainda acertou mais duas bolas na trave. E um segundo em que o time pessoense, irreconhecível, levou pressão do Atlético de Cajazeiras, levou um gol, e quase perdeu pontos em casa.

Foi este o resumo do confronto desta quarta-feira à noite, entre o líder Belo e o quarto colocado Trovão Azul. Um confronto em que o torcedor botafoguense fez festa na etapa inicial, com a qualidade do futebol que viu em campo, mas que depois, na etapa final, ficou aflito com o que passou a ver.

No final das contas, o fato é que o Botafogo chegou aos 23 pontos e segue dois na frente do arquirrival Treze. O Atlético ficou nos 11 pontos, ainda mais longe da zona de classificação, mas não caiu nenhuma colocação por causa da derrota do Nacional de Patos para o Treze.

Depois do carnaval, os dois times voltam a jogar na quarta-feira de cinzas, pela décima rodada. O Belo fora de casa contra o Nacional de Patos e o Atlético dentro de casa contra o Auto Esporte.

Show do Belo na etapa inicial

Como já aconteceu em outras partidas do Campeonato Paraibano, o Botafogo começou com tudo. E logo nos primeiros minutos de jogo já chegava com extremo perigo. No primeiro minuto, Wanderley avançou, mas sem espaço não finalizou. Ainda assim arrancou um escanteio. Na cobrança de Izaías, André Lima encostou de cabeça e Wanderley acertou o chute, que parou na trave.

O Belo jogava melhor. Mas o Atlético também aprontava das suas. Em certo momento, Cleidinho chutou para a defesa de Genivaldo.

Pouco depois, o Belo avançou de novo. Tinha mais posse de bola e dominava os lances de ataque. O gol parecia ser questão de tempo e o primeiro saiu aos 14 minutos. Ferreira conduziu a bola pela direita e passou para Doda. O meia ajeitou e encontrou Warley mais a frente. O artilheiro com calma chutou em gol. Uma bomba, que abriu o placar.

O time de João Pessoa seguia melhor. E procurava o gol. Aos 32 minutos, lance rápido do Botafogo. Genivaldo atento passou rápido para Doda, que já estava depois do meio de campo. O lance pegou a zaga atleticana desprevenida. O meia chutou forte e obrigou o goleiro Rafael a fazer bela defesa.

Poucos minutos depois, aos 35, saía um segundo gol do Belo. Wanderley. Ele recebeu bola pela direita e de dentro da área teve tempo de escolher o canto e chutar forte. 2 a 0 para o Botafogo.

Aos 43 minutos, uma última chance botafoguense no primeiro tempo. Ferreira passou para Izaías, que rapidamente cruzou para a Doda. Ele de cabeça acertou o travessão.

Apagão boafoguense na etapa final

O segundo tempo do jogo foi completamente diferente. O Botafogo parou em campo e não repetiu o bom início. Tentava deixar o tempo passar, para garantir a vitória, mas acabou levando pressão do time atleticano.

O Trovão Azul, por sua vez, se empolgava. E mesmo com suas limitações ia para cima dos donos da casa. Aos 19 minutos, por exemplo, Nilsinho conduziu a bola e na entrada da área chutou forte. Genivaldo fez uma difícil defesa.

Mas três minutos depois, o Atlético finalmente furava a zaga botafoguense. França tinha entrado minutos antes e em seu primeiro lance marcou. Ele recebeu e chutou na saída de Genivaldo: 2 a 1.

Na segunda metade do segundo tempo, o jogo seguia na mesma. Com o Atlético com mais posse de bola e o Belo, irreconhecível, se fechando lá atrás. Levou pressão, mas segurou o resultado, conquistando mais uma vitória no campeonato e se mantendo líder isolado do Paraibano.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.