Política

Bira diz que rejeição de Ricardo assusta e destaca potencial de crescimento de L

WSCOM/CONSULT


15/03/2013



Líder da bancada de situação na Câmara de João Pessoa, o vereador Bira (PSB) avaliou hoje os números da pesquisa Consult e se mostrou bastante confiante com a pré-candidatura do ex-prefeito Luciano Agra. Segundo o parlamentar, Agra tem o maior potencial de crescimento, pois possui uma rejeição muito pequena e é pouco conhecido fora de João Pessoa.

“O ex-prefeito Luciano Agra aparece hoje com 5,15% das intenções de voto, a metade alcançada por Veneziano, que está há mais de uma década na política. Temos que lembrar que Agra entrou na política recentemente e ainda não possui seu nome interiorizado. Agra tem tudo que um pré-candidato competitivo precisa; baixa rejeição e pouca popularidade.”

Segundo o parlamentar, isso deixa evidente o seu potencial de crescimento. “As primeiras semanas da campanha eleitoral servem justamente para que o candidato ganhe popularidade. Sendo natural que, a partir do momento em que Agra se torne mais conhecido, também ganhe a simpatia dos novos eleitores, pois não possui uma imagem negativa, é bem aceito. Não tem rejeição”.

Bira faz um paralelo com a mesma situação enfrentada por Luciano Cartaxo em 2012 e considera a conjuntura favorável. “Cartaxo sempre teve a menor rejeição, mas era pouco conhecido em comparação aos seus adversários Cícero Lucena e Maranhão. A lógica foi a mesma; quem passou a conhecer melhor Luciano Cartaxo, votou nele, pois sua baixa rejeição ajudou a conquistar novos eleitores. Diferentemente de Estelizabel Bezerra, que tinha baixa popularidade, mas alta rejeição”, explicou o vereador.

O principal portfólio do ex-prefeito Luciano Agra, segundo Bira, será sua administração a frente da prefeitura de João Pessoa. “No tempo certo, Agra vai mostrar o que fez por João Pessoa. E isso vai credenciá-lo ainda mais. Bem como, o seu jeito humano de tratar o funcionalismo público e as pessoas em geral. Agra é um humanista e sabe tratar as pessoas com humildade e sem arrogância. Além disso, é filho de Campina Grande, segundo maior colégio eleitoral, tendo assim, relação com a cidade”, afirmou Bira.

Por outro lado, Bira se diz assustado com a alta rejeição do governador Ricardo Coutinho (PSB). Segundo Bira, após tanta propaganda no horário nobre da TV, a imagem do governador deveria ser melhor. “Em 2010, Ricardo era o menos rejeitado, hoje está em primeiro. Algo está errado, pois a propaganda governamental é ostensiva e tem consumido milhões de reais por mês”, finalizou.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
// //