menu

Paraíba

18/11/2019


Autoridades paraibanas do Legislativo e Executivo lamentam a morte da jornalista Lena Guimarães

Jornalista foi vítima de falência múltipla de órgãos após lutar contra um câncer.

Por Edney Oliveira
Portal WSCOM

 

Diversas autoridades políticas do Legislativo federal, estadual e municipal e do Executivo lamentaram a morte da jornalista e colunista Lena Guimarães, ocorrido na manhã desta segunda-feira (18), em um hospital particular de João Pessoa. Ela foi vítima de falência múltipla de órgãos após lutar contra um câncer.

 

Repercussão no Senado

O senador paraibano Veneziano Vital do Rêgo (PSB) afirmou ter sido tomado de surpresa com o falecimento da jornalista. Segundo o parlamentar, Lena “era uma profissional que sempre nos recebia com muito carinho e respeito ao nosso trabalho, pautando sua atividade sempre nos bons preceitos jornalísticos”.

 

Veneziano disse ainda estar solidário com todos os profissionais de imprensa nesta segunda-feira triste. “O jornalismo paraibano perde um grande nome, uma mulher valorosa, de caráter e símbolo de amor ao que fazia. Ficam as boas lembranças, das incontáveis entrevistas e os bons diálogos nos nossos encontros. Que Deus a coloque num bom lugar”, destacou Veneziano Vital.

 

A senadora Daniella Ribeiro (PP), por meio de nota, disse que Lena deixará lembranças para quem teve a honra de conviver com ela. “Seu jeito discreto, nunca foi impedimento para que ela demonstrasse afeto pelas pessoas. Sempre pautada pela ética, Lena deixa uma lacuna no jornalismo da Paraíba e por todos os lugares por onde passou”, afirmou.

 

Na Câmara Federal

O deputado federal Ruy Carneiro (PSDB), por meio de nota, afirmou que ficou “inconformado e consternado” com a morte da jornalista. Segundo ele, além de uma conselheira, era uma grande amiga sua, por quem teve sempre respeito e admiração.

 

“A sua partida representa uma grande perda para toda a Paraíba. Profissional competente, marcou a história da comunicação no nosso Estado, inaugurando um verdadeira escola de jornalistas. Que Deus conforte os seus familiares e amigos neste momento de tanta dor”, diz trecho.

 

O deputado Julian Lemos (PSL) foi mais um dos que, na Câmara Federal, lamentaram, por meio de nota, a morte de Lena. Segundo Lemos, ela “partiu precocemente deixando um legado de respeito, ética e competência. A Paraíba não perde apenas uma grande profissional, perde uma mulher extraordinária. Diante desta perda irreparável, rogo a Deus conforto espiritual e me solidarizo com todos os familiares e amigos”, afirmou o parlamentar na nota. 

 Pedro Cunha Lima (PSDB)  enalteceu a trajetória da jornalista que desbravou caminhos ocupados até então por homens em nosso Estado:“Lena é uma referência no jornalismo, por sua bravura, técnica e por ter sido pioneira entre as mulheres em funções de liderança, como conduzir o veículo de Comunicação mais influente do Estado, à época, o Jornal Correio da Paraíba. Sem dúvida, deixará um grande legado, ela desbravou caminhos. Lamento seu falecimento e me solidarizo com seus familiares e amigos”, comentou.

 

Governador João Azevêdo

O governador da Paraíba, João Azevêdo (PSB), externou, da França, onde se reúne com outros executivos estaduais do Nordeste, profundo pesar pelo falecimento da jornalista Lena Guimarães. 

 

Segundo trecho da nota, “o Governo do Estado expressa ainda o desejo que os amigos e familiares de Lena Guimarães sejam confortados neste momento de perda, e que seu legado possa servir como alento para preencher o espaço deixado pela sua partida”.

 

Na Assembleia Legislativa

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), deputado estadual Adriano Galdino, em nome de todos os deputados da Casa Epitácio Pessoa, veio a público lamentar a morte da jornalista. Segundo o parlamentar, por incontáveis vezes o olhar crítico e justo de Lena Guimarães jogou luz sobre o trabalho da Casa, ora elogiando o nível de discussões e a atuação dos parlamentares, ora com uma visão crítica que fazia todos refletir sobre a honrosa e difícil missão de representar o povo paraibano.

 

“Lena é uma referência no nosso jornalismo. Com uma trajetória marcada pela competência, ocupou durante muitos anos a editoria geral do Sistema Correio e ainda comandou a secretária de Comunicação do Estado. Sua postura sempre crítica foi sua marca registrada, fazendo o bom jornalismo e aguçando o senso crítico da população. Fica aqui os meus sentimos a toda a família e que ela seja recebida nos braços do Pai”, resumiu.

 

Prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo

O prefeito da Capital, Luciano Cartaxo (PV), lamentou o ocorrido, por meio de nota, afirmando que Lena era uma das mais atuantes e qualificadas profissionais de jornalismo paraibano. “Lena era nacionalmente reconhecida pela responsabilidade na apuração dos fatos, princípio fundamental do bom jornalismo e uma das suas marcas”, disse.

 

“Sua seriedade e rara capacidade analítica conquistaram os paraibanos, fazendo dela uma referência. O seu público cativo acostumou-se com as informações precisas e uma leitura especial da realidade. Por onde passou, Lena foi exemplo da união entre talento e dedicação. Seu legado ficará por muitas gerações, que seja um símbolo permanente a orientar a prática do jornalismo”, concluiu.

 

Prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues

O prefeito Romero Rodrigues (PSD), lembrou que Lena foi responsável pelo período de maior crescimento do Jornal Correio da Paraíba, numa expansão que terminou por dar grande visibilidade à sucursal do veículo em Campina Grande, com a estreia de um clichê especial para a cidade e ampliação dos investimentos na cidade. “A imprensa paraibana perde uma das importantes referências das últimas décadas e o jornalismo do nosso estado sofre uma perda incalculável”, lamentou.

 

Deputados Wilson Santiago e Wilson Filho

Os deputados Wilson Santiago e Wilson Filho (PTB) lamentaram o falecimento da eminente jornalista Lena Guimarães: “Deixa uma lacuna muito grande no jornalismo paraibano, principalmente no campo da política. Ela era, sem dúvida, umas das mais talentosas jornalistas a cobrir política na Paraíba. Sempre pautada pela ética, pela correção e pela rigorosidade nas apurações”, ressalta a nota.

 

Marcondes Gadelha

‘Registro, em nome de todo o Partido Social Cristão, profundo pesar pelo desaparecimento da jornalista Lena Guimarães.

Jornalista conceituada, analista precisa e autora de uma coluna de leitura obrigatória aos que buscavam entender a política no nosso país e com especial destaque para o cenário local.

Lena não se limitou à mídia impressa, levou seu vasto conhecimento para os meios eletrônicos com a mesma competência e credibilidade.

Rogo a Deus que conceda à família e aos amigos o conforto necessário neste momento de dor. Tenham certeza que a memória de Lena permanecerá viva em nossos corações e nos exemplos que ela nos deixou.’