Saúde

Auriculoterapia: o que é, para que serve, como é feita; saiba mais sobre essa técnica

Reconhecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pelo Ministério da Saúde, há diversos estudos científicos comprovando os benefícios da auriculoterapia.


29/05/2024

(Foto: Divulgação/Unimed JP)

Portal WSCOM

Ao contrário do que muitos pensam, a orelha não seve apenas para colocar acessórios. Quando estimulada em pontos específicos, pode tratar doenças e sintomas em diversas partes do corpo. Você sabia disso?

Essa prática chama-se auriculoterapia, cujas origens de utilização se perdem no tempo. Apontada como uma das técnicas da medicina tradicional chinesa, há registros de que já era usada pelos egípcios, que acalmavam algumas dores pela estimulação de pontos no pavilhão auricular.

Reconhecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pelo Ministério da Saúde, há diversos estudos científicos comprovando os benefícios da auriculoterapia. Técnica pouco invasiva, é empregada no alívio das dores por tensão, estresse, ansiedade, insônia e equilíbrio dos órgãos internos, entre outras indicações.

COMO É FEITA

“Na minha prática clínica, recebo muitas pessoas que apresentam dor crônica, tensão muscular, ansiedade, depressão, insônia, problemas de coluna, problemas digestivos, tontura e zumbido e que retornam relatando diminuição e até extinção das queixas mais frequentes”, destacou a terapeuta holística da Unimed João Pessoa, Fabiana Filippin. Ela lembra que as práticas integrativas, como a auriculoterapia, complementam o tratamento da saúde, respeitando as orientações de outros profissionais.

Mas, como é feita a auriculoterapia? Geralmente são utilizadas sementes de mostarda aderidas a um esparadrapo e previamente preparadas; depois, estas são pressionadas em pontos da orelha correspondentes ao órgão que se tem por objetivo trabalhar. Mas, também podem ser usadas agulhas e esferas magnéticas.

TERAPIAS HOLÍSTICAS

As terapias holísticas, também chamadas de práticas integrativas, são fundamentais para a busca desse equilíbrio. E a Unimed João Pessoa oferece a todos os seus clientes terapias holísticas gratuitamente para os beneficiários por meio do Projeto Harmonize, que além da auriculoterapia, englobam ioga, biodança, dança circular e oficinas de ventosaterapia e de autocuidado. Todas realizadas no Espaço Vida.

Os atendimentos com auriculoterapia começaram em outubro de 2022. Em média, são ofertadas 50 vagas por mês para os clientes, com média de 44 atendimentos mensais. Em 2023, foram feitos 521 atendimentos.

COMO PARTICIPAR

Os clientes podem agendar qualquer uma das atividades no Portal Unimed JP (ACESSE AQUI) ou pelo aplicativo que está disponível para os sistemas Android e iOS. Para cada atividade é aberta uma turma, em dias e horários que ficam disponíveis no próprio painel de agendamento.

ALÍVIO DOS SINTOMAS

O recepcionista Lucas Varela Carvalho, 27 anos, disse que já conhecia a auriculoterapia e decidiu experimentar depois de ouvir relatos positivos de amigos e de sua mãe, que tem fibromialgia e sentiu a diferença após as sessões.

Ele aproveitou a ida de um profissional no ambiente de trabalho e decidiu fazer a auriculoterapia para tentar diminuir a tensão e o stress acumulados no dia a dia. Os resultados foram percebidos nas primeiras aplicações. “Eu andava muito tenso, com dor, e já no segundo dia depois da aplicação, me senti aliviado”, afirmou.

Assim como Lucas, Vicente Alves, 55 anos, auxiliar administrativo, também resolveu apostar na auriculoterapia para aliviar a ansiedade e o estresse. “É uma oportunidade de conhecer uma nova terapia. Essa é a primeira vez que faço o tratamento. Vamos ver se vai dar certo”, ressaltou.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
// //