Saúde

Associação Brasileira do Sono promove campanha “Sono e sonhos melhores para um mundo melhor”

14/02/2020


Foto: pixabay

Portal WSCOM

Com o slogan “Sono e sonhos melhores para um mundo melhor”, os especialistas da Associação Brasileira do Sono (ABS) irão promover de 13 a 19 de março a Semana do Sono 2020, campanha de conscientização social sobre a importância do sono para a saúde física e mental.

A programação será realizada em mais de 30 cidades brasileiras e tem como objetivo promover o diálogo com profissionais da saúde, pesquisadores, educadores, políticos e toda a sociedade sobre a importância do sono em todas as fases da vida.

Os especialistas esclarecem que a necessidade de horas de sono é muito variável de pessoa para pessoa e advertem: “devemos respeitar a necessidade pessoal de horas de sono”.

A privação de sono tem sido cada vez mais uma queixa comum dos brasileiros (45% da população apresenta alguma queixa em relação à qualidade do sono), e esse fator pode trazer danos à saúde física e mental. Os distúrbios mais comuns são a Insônia (cerca de 35% da população) e a Apneia Obstrutiva do Sono (de 33 a 35% da população brasileira).

Além de afetar o desempenho intelectual, o humor, a memória e o controle do peso corporal, a insuficiência de sono pode reduzir a imunidade e aumentar o risco de doenças como diabetes, hipertensão arterial, obesidade e depressão.

O sono reparador é essencial para um envelhecimento saudável, livre de doenças neurodegenerativas, como o Mal de Alzheimer.
DURAÇÃO DE SONO NECESSÁRIA EM CADA FAIXA ETÁRIA

O recém-nascido dorme em média 14 a 18 horas por dia, intercalando períodos acordado a cada 3 ou 4 horas. Este número de horas de sono é importante para o crescimento e desenvolvimento, principalmente neuronal. Dos 6 aos 12 anos (idade escolar), é de 9 a 11 horas por dia, não havendo mais a necessidade de cochilo diurno, sendo normal a persistência de um cochilo durante o dia para algumas crianças. Dos 3 aos 5 anos de idade (chamados de idade pré-escolar) o número de horas de sono é de 13 a 15 horas com períodos de cochilos durante o dia. A adolescência é caracterizada por uma situação especial e passageira de mudanças no padrão de sono, com a necessidade de sono de 8 a 10 horas. Nesta fase da vida existe um atraso de fase do sono, no qual o adolescente apresenta a tendência a dormir mais tarde e acordar mais tarde. Isso acontece devido a uma mudança natural no ritmo do sono, que pode promover desajuste com a prática dos horários escolares e outros compromissos sociais.

Na vida adulta, a necessidade de sono da maioria da população varia de 7 a 9 horas, sendo a média de 8 horas. Com o avançar da idade, a necessidade de sono pode sofrer um decréscimo pequeno, apresentando uma duração de 7 a 8 horas. Porém, os idosos podem manifestar mais despertares noturnos e a tendência ao avanço de fase do sono, ou seja, tendência a dormir mais cedo e acordar mais cedo, podendo ceder mais facilmente a necessidade de cochilar durante o dia.

Fonte: Cartilha da Semana do Sono 2020, da Associação Brasileira do Sono (disponível para download no www.semanadosono.com.br).

Agenda
Semana do Sono 2020
De 13 a 19 de março de 2020
Nível Nacional
Confira a programação completa no site da Campanha: www.semanadosono.com.br


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.