Política

[ASSISTA] Contratação da Covaxin ocorreu sem fiscal até sua nomeação, diz servidora do MS


06/07/2021

Portal WSCOM com 247

A servidora do Ministério da Saúde Regina Célia Silva Oliveira, fiscal do contrato com a Bharat Biotech para compra da vacina indiana Covaxin, afirmou à CPI da Covid no Senado nesta terça-feira (6) que a contratação do imunizante ocorreu sem um fiscal até sua nomeação, em 22 de março. O contrato, objeto de denúncias de superfaturamento, foi assinado no dia 25 de fevereiro.

“A portaria de nomeação que me indicou como fiscal desse contrato só foi publicada no dia 22 [de março]. Eu não poderia me manifestar antes disso”, disse a servidora.

Questionada sobre quem fiscalizava o processo antes de sua nomeação, Regina disse: “não tinha fiscal anterior”.

O presidente da CPI, senador Omar Aziz (PSD-AM), lembrou que a primeira entrega da Covaxin seria em 17 de março. Em 20 de março, Jair Bolsonaro se reuniu com o deputado Luís Miranda (DEM-DF), que alertou o presidente sobre a corrupção no Ministério da Saúde, mas não obteve retorno.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.