Política

Após declarações de Agra, Vital também defende ampla aliança das oposições

ELEIÇÕES DE 2014


10/02/2013

Neste domingo (10), o senador Vital do Rêgo Filho (PMDB) destacou que as recentes declarações do ex-prefeito de João Pessoa, Luciano Agra (sem partido) onde defendeu a união das oposições vai de encontro ao que vem pregando Veneziano Vital do Rêgo (PMDB) de que todas as legendas oposicionistas chegarão fortes, unidas e coesas nas eleições de 2014.

Para Vital, o ex-prefeito de João Pessoa, Luciano Agra tem razão em defender a união das oposições paraibanas, seja no primeiro ou segundo turno das eleições de 2014. “Creio que este é o momento de unir forças contra o atual Governo do Estado, que já está em plena campanha. Este Governo não responde às expectativas, não elaborou um projeto com começo, meio e fim. O que temos hoje são desenvolvimentos localizados, a partir da iniciativa das próprias cidades, do poder público e da iniciativa privada. Precisamos mudar esse quadro”, afirmou Agra.

PSDB E PSD fora

No campo das futuras alianças, Vital disse que só não existe a possibilidade de união com partidos que estejam na base do governador Ricardo Coutinho (PSB), como o PSDB do senador Cássio Cunha Lima e o PSD do vice-governador Rômulo Gouveia. “Vamos estabelecer parâmetros com relação a isso, a população sabe votar, sabe escolher. Não adianta fazer aliança com ‘gregos e troianos’ porque a população entende que ela é oportunista. Vamos procurar lideres partidários, sindicais e da sociedade organizada que são contra este governo ditatorial”, declarou. “Veneziano enquanto candidato do PMDB vai procurar fazer alianças dentro do espectro das oposições”, completou.

PMDB e PT no mesmo bloco

Segundo Vital do Rêgo, a união com o PT pode se tornar possível principalmente em função da parceria que existe em nível de Governo Federal. “O PMDB nacional apresentará o candidato a vice-presidência da República, que é o vice-presidente Michel Temer. Esperamos ter o apoio do PT em uma situação recíproca”, afirmou. O peemedebista negou que haja um acordo preconcebido nesse sentido, segundo ele a questão vai ser discutida futuramente.

PEN é uma possibilidade

Com relação ao Partido Ecológico Nacional (PEN) presidido no estado pelo deputado estadual Ricardo Marcelo, o senador revelou que este partido cabe em qualquer lugar desta aliança oposicionista. Vital revelou ainda que mantém um elo de amizade com Ricardo Marcelo, do qual fez parte da mesma geração na Assembleia. “Parabenizo o trabalho que o presidente da ALPB, tem desempenhado mantendo um posicionamento forte dos interesses da população sem se curvar aos interesses velados do chefe do executivo estadual”, afirmou o peemedebista. 
 



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.